Sobre Juliana Magalhaes

Juliana Magalhães é licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e mestre na mesma área pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) . Atualmente é docente da UECE na cidade de Itapipoca. Mãe de primeira viagem do Fernando.

Tempo-Rei

     
  Há exatamente um ano eu o vi pela primeira vez. Foi como se já o conhecesse de outras eras. Talvez eu me esqueça de infinitas coisas ao longo da minha existência, mas eu jamais vou esquecer seu

Medos

Aprendi,
Desde pequena
A esconder
Medo em tapetes,
Tristeza em silêncio
Solidão em escrita
Mas por vezes,
Todos esses sentimentos
Me encaram no espelho
Desafiando-me
a ser mais
do que sou.
Não gosto deles
Nem de seus significados
e ousadia
De me encarar
Frente a frente
Como quem puxa uma briga
Grande parte das vezes,
Finjo não ser comigo
e

Sobre meninas e bruxas

Os últimos dias não têm sido fáceis. Há nuvens carregadas no céu, e nem é época de chuva. Em meio a uma mudança de casa, desafios do trabalho remoto e a maternidade real, me chegam notícias de lugares distantes, mas

Agosto dourado

 
Não é fácil. É preciso começar qualquer reflexão sobre a amamentação com essa afirmação, por mais “negativa” que pareça. É preciso afirmar o óbvio: não é fácil.
Amamentar, para mim, é sobretudo, doação. Nem toda mulher precisa estar disposta, nem toda

Maternidade, coisa pública

Comumente, as pessoas costumam se constranger ou, ao menos, pensar duas vezes antes de dar uma opinião sobre algo da vida de outra pessoa. Seja corte de cabelo, roupa, escrita, tarefas do trabalho, etc. Em geral, as pessoas tomam cuidado

De repente, mãe.

Despretensiosamente, me descubro mãe. 
Enquanto Fernando dorme, enquanto paro e consigo me ver em um espelho qualquer. Mãe. Substantivo feminino, adjetivando tudo aquilo que sou.
Tem sido intenso. Por vezes, as palavras somem. Dias à fio. Não consigo encontrá-las. Me faço rotina.

Reconexão

Tenho, entre minhas memórias mais antigas, a de minha avó materna usando o cabo de um garfo para abrir uma embalagem de fermento para fazer um bolo de fubá. A janela ensolarada da cozinha, a pia, a batedeira bege, o

Livre Demanda

Choveram quatro anos, onze meses e dois dias em Macondo. A cidade fantástica de García Marquez fez-se inundada pela chuva, ora fraca, ora torrencial mas sempre caída do céu. Prelúdio de tempos difíceis, os nossos dias já ensaiam tempestades que,

Puerpério 1/1

       Existe algo importante sobre a maternidade que quase não é dito: dói.
    O pós parto é dolorido e não somente fisicamente, dói lidar com o redemoinho de sentimentos, dúvidas e medos que aparecem. Tem dias que a

Sobre parir e outras cóleras

[Escrevo enquanto amamento e talvez seja essa uma das maiores vitórias.]
 
Maternidade. 
Nada que eu diga, pense, escreva ou sistematize sobre isso chega perto do significado real. Realismo fantástico puro. Do leite que escorre aos cem dias de solidão. Tudo se mistura