Sobre Arnaldo Santos

Arnaldo Santos é jornalista, sociólogo, doutor em Ciencia Política, pela Universidade Nova de Lisboa. É pesquisador do Laboratório de Estudos da Pobreza – LEP/CAEN/UFC, e do Observatório do Federalismo Brasileiro. Como sociólogo e pesquisador da história política do Ceará, publicou vários livros na área de política, e de economia, dentre eles - Mudancismo e Social Democracia - Impeachment, Ascenção e Queda de um Presidente - sobre o ex-Presidente Collor, em 2010, pela Cia. do Livro. - Micro Crédito e Desenvolvimento Regional, - BNB – 60 Anos de Desenvolvimento - Esses dois últimos, em co-autoria com Francisco Goes. ​Arnaldo Santos é membro da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo – ACLJ, e da Sociedade Internacional de História do século XVIII com sede em Lisboa.

PATUSCADA E MENTIRAS EM NOVA YORK

Não é ocioso repetir o fato de que, na política brasileira, quase sempre, a mentira comanda o espetáculo, pois, historicamente, abstraindo as exceções que confirmam a regra, em sua maioria, os atores políticos protagonistas dessa trama, além de charlatães no

AS PRAGAS DOS MIL DIAS!

No dia 26 do mês em curso, o atual desgoverno completa mil dias, com um resultado que se traduz em verdadeiras pragas para a população e o País. São estas, por exemplo, as constantes ameaças à democracia, com bravatas autoritárias,

TRIBUTO AO CUIDADOR DE PESSOAS

Iniciamos a reflexão de hoje com uma pergunta aos nossos leitores. Em um estado que, mesmo com todos os esforços e investimentos realizados na área social pelos últimos governos, ainda apresenta agudos índices de pobreza, desigualdade e violência, seria possível

UMA ÓPERA BUFA NA REPÚBLICA DE BANANAS

Arnaldo Santos
Jornalista, sociólogo e doutor em Ciências Políticas.
 
Desde a última terceira feira, quando o mundo assistiu a patética apresentação da Opera Bufa bolsonariana, encenada pelo desfile de blindados, tanques, e lançadores pela esplanada dos Ministérios, tendo o Palácio do Planalto

TEMPO E POLÍTICA

O título do artigo que submeto à leitura crítica das senhoras e senhores, nesta semana, foi objeto de uma rica discussão da qual tive o privilégio de participar na última segunda feira, atendendo ao convite do professor doutor em Psicologia,