O Amor da pessoa amada, por RENATO ÂNGELO

O Amor é criança travessa

Chega assim sem dar aviso

Toma conta do ser amado

E mesmo sendo inesperado

Preenche de razão a vida

Colore as estações…

Faz dos dias cinzentos o mais feliz arco-íris

 

O Amor vem quando menos se espera

Não tem modelos, idade, ideologia…

Mais afeito está à fantasia

De ter em seus braços o ser que lhe completa o vazio da vida

 

O Amor desbota os pensamentos maliciosos

Cura sentimentos antigos

Infiltrados pelo desprezo, esquecimento e dor

Derrama no olhar de quem ama

Réstias do futuro a dois

Vislumbre que desanuvia razões para duvidar da vida

 

O Amor traz no olhar o sol

Fertiliza a terra já tão arada do meu coração

Que se cria estéril, morto, esturricado…

Assim mesmo dá o recado

Alimentando a nação faminta de minha alma

 

Com seu sorriso a pessoa amada

Dissolve todo conflito

Acende a chama de existir e resistir

De levantar cedo e enfrentar

O mundo em volta, que louco sendo,

Teima em nos devorar

Qual o tempo, a vida, e a falta de fé…

A falta de fé no mesmo Amor

 

O Amor é assim…

Criança travessa

Reescreve a biografia de uma pessoa

Criando uma nova história de dois que se amam

Dois seres escrevendo um novo capítulo

Juntos vivendo, em meio à pluralidade…

A unidade…

De ser um só…

No Amor

Renato Angelo

Renato Angelo

Mestre em políticas públicas, professor universitário, pesquisador, poeta e contista

Mais do autor

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.