Deputado Capitão Wagner (PR): 70% do pessoal do HGF é cooperado e está há 3 meses sem receber

O deputado Capitão Wagner externou sua preocupação com a situação da saúde pública do Ceará. O parlamentar relatou que tem recebido constantemente, em seu gabinete, servidores do Estado que trazem registros sobre a falta de medicamentos e insumos nos hospitais, além do atraso no pagamento de servidores cooperados.

“Em relação aos funcionários do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), temos registros que os servidores cooperados estão há três meses sem salário, recebendo só o vale transporte. Um servidor relatou que, naquele dia, só tinha em casa dois ovos e meio quilo de farinha para ajudar a família. Os médicos do HGF fizeram uma cota para ajudá-lo. E é bom lembrar que 70% desses servidores são cooperados”, salientou o parlamentar.

Outro ponto que preocupa Capitão Wagner é a falta de medicamentos e equipamentos para o tratamento dos pacientes da rede pública. Registros indicam que alguns hospitais estão sem condições de continuar o tratamento de pacientes oncológicos, por conta desse déficit. “De que adianta fazermos campanhas como Outubro Rosa e Novembro Azul, se não temos como tratar o câncer dessas pessoas?”, questionou.

Capitão Wagner registrou ainda denúncias recebidas em seu gabinete de irregularidades cometidas pela gestão do Samu no Ceará e que já enviou essas informações para que uma auditoria investigue o caso.

Fonte: ALCE

Franzé de Sousa

Repórter Fotográfico/Videomaker, colaborador do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.