Carta de Betânia

LULA, EU NÃO SOLTO A SUA MÃO
Por Maria Betânia

“Mas…antes de mais nada, eu preciso lhe dizer uma coisa que talvez vc não goste.

Eu não tenho por você nenhuma idolatria como muita gente tem. Eu não penso que vc seja perfeito e só tenha virtudes. Eu não acho que você seja ingênuo, puro, inocente em tudo o que você faz. Eu não acho que você só tenha tido acertos na sua vida e no seu governo. Eu não acho que a sua vida política não tenha máculas . Eu não posso dizer que eu tenha ficado satisfeita com o seu governo, sobretudo, no segundo mandato. Eu não gostei da escolha de Dilma para lhe suceder (votei nela para o segundo mandato. Não votei para o exercício do primeiro. Porém, a visão que hj tenho dela é de uma pessoa grandiosa em vários aspectos… mas isso é assunto para outro momento…)

Enfim, Lula, acho que você tem a capacidade de driblar os seus defeitos. Contudo, o você não tem em uma escala incomensurável é a capacidade de não esconder as suas virtudes.

E você tem essa capacidade não porque vc seja alguém egocêntrico…e até é…mas é porque suas virtudes são muitas e são intensas.

Elas fogem ao seu controle e quando você fala você deita e rola no tapete das virtudes, deixando muito gente admirada, outras encantadas e muitas outras com raiva. Uma raiva que vem da inveja de não ser como você é: inteligente, espirituoso, perspicaz, disposto, ousado, cheio de si para o outro, afetuoso, atento, inspirado, inspirador e resiliente.

Ser tudo isso de uma só vez ou destacar uma dessas virtudes no momento certo não é algo comum. Não é todo mundo que consegue, sabe? Isso é extraordinário!

Você, sem dúvida, foge ao comum: não é um homem mediano, muito menos medíocre. E mais do que tudo, você não é um homem mau. Você não é um homem perverso. Você não é cínico.

Penso que os erros que você cometeu ao longo de sua vida…não sei se todos eles, mas certamente muitos dos que você cometeu no seu governo, não decorreram de uma intencionalidade mas da ousadia, da coragem de correr riscos na busca de um bom acerto.

Você é um homem extraordinário, Lula!

Mesmo que nesses processos ajuizados contra você existam provas daquilo que lhe acusam (coisa que eu estou convencida que não tem…em outros processos que possam ainda ser ajuizados, talvez, mas nesses que lhe levaram à condenação…) bom, mesmo na hipótese de você ter alguma culpa comprovada judicialmente, eu estou certa de que a prisão não é o seu lugar.

Ao acompanhar a entrevista que você concedeu ontem a Mônica Bergamo e Florestan Fernandes Junior, Lula, você deu mostras de uma grandeza que somente os seres humanos cientes de suas fragilidades e dispostos a superá-las, podem ter.

Você manteve a sua cabeça erguida, você demonstrou sofrer, você assumiu lutar contra as mágoas que invadem seu coração, você lançou desafios e você espontaneamente respondeu à inquietante pergunta de Mônica Bergamo com uma firmeza admirável.

Quando ela lhe questionou sobre a possibilidade de você nunca sair da prisão, você, Lula, nem deu ao tempo e logo retrucou afirmando que isso não era problema.

Isso me impactou!

E lógico que você tem razão: ficar o resto da vida preso não é um problema para quem, há alguns anos já sem governar – ainda é chamado por simpatizantes e opositores de: Presidente e para quem sobreviveu até aqui a tantas dores…

Não! Você está, dolorosamente, certo.

O problema não é exatamente o tempo que você vai ficar preso, Lula, embora isso seja também um… tempo não é o cerne do problema; o cerne é você ter sido preso da forma que foi e estar sendo mantido nessa situação da forma que está sendo…

O problema é subtraírem do BR a dignidade de todo o povo, aprisionando a sua pessoa.

O problema é jogar o BR numa vala comum, querendo que você caía nela.

O problema é não saber que fazer Justiça não é cultivar ódio ou não saber superar frustração e agir como quem se vinga. Só os medríocres, só os seres medianos sem sensibilidade alguma misturam Justiça com vingança. Esses são os recalcados, os que se condenam a si próprios e que por falta de coragem de assumirem ser o que são atraem para o fosso fétido no qual se movem, todos aqueles que não distinguem o chão do buraco que nele se abre.

Você, não, Lula!

Como você sempre pisou o chão saltando os buracos, você criou “asas”: voou e vislumbrou horizontes onde ninguém conseguiu visualizar.

Você continua nesse vôo de descobertas, Lula. E nesse trajeto você preserva sonhos.

Eu quero voar junto, eu quero preservar sonhos para o BR.

Eu quero que o meu país tenha a possibilidade de realizá-los.

Eu quero que todos os brasileiros possam alçar voos para chegarem no horizonte que você enxerga.

Por isso, Lula, eu não solto a sua mão. Ela está para além das grades.

Um afetuoso aperto de mão seguido de um grande abraço”.

Maria Betânia

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

1 comentário

  1. Avatar

    Jose Maria

    Bela carta de amor a um líder.
    Navegando na entrelinhas desta carta vejo uma desvirtuação do lógico e da realidade, do bem e do mal. Posso observar uma dramaturgia periódica do descalabro administrativo do governo Dilma.
    Enfim, uma bela carta de amor a um líder preso!