Vamos descer aos infernos, se necessário, por Jana

Tudo, qualquer coisa, menos o PT, claro. Vamos descer aos infernos, se necessário. Para fazer essa escolha nem é preciso pensar, basta seguir os instintos mais naturais. Não se engane: somos todos seres imperfeitos e governados por impulsos os mais negativos. Para começar, lembre-se de duas emoções que estão com os homens e mulheres desde sempre e chegam antes de quaisquer outras: a raiva e o medo. O PT me inspira os dois, Lula me inspira os dois, Dilma eleva os dois à enésima potência. Minhas reações beiram o alérgico e preciso me conter para me manter equilibrada e justa, o que é difícil pois o PT é sinônimo de violência, fanatismo e autoritarismo antidemocrático. PT, não, Eles, não, eles, nunca mais. O PT é uma fake news e um pesadelo de quinze anos. Chega, basta!

É de absoluta e completa justiça e equilíbrio que este partido seja afastado da vida pública no Brasil pelos crimes inomináveis e gigantescos que cometeu durante os anos que esteve no poder, contando mentiras e escondendo toda a verdade, dia após dia, com a propaganda massiva, enganando até a imprensa e os intelectuais, manipulando pesquisas, eleições e eleitores, sem falar na implantação da palavra propina no vocabulário cotidiano de todos os moradores deste belo e maravilhoso país tropical.

Todo o esforço e articulação de Michel Temer, com seu “dream team” e o seu prestígio no Congresso, não foram suficientes e continuamos com desemprego e a inflação ameaça voltar, por causa do crescimento pífio. Tudo, claro, culpa do Lula e do PT. Ele continua mandando no país lá de Curitiba. A linha do horizonte da recuperação vai se afastando, porque cada dia se descobre que o fundo do poço ainda está mais abaixo. Culpa desses bolivarianos que queriam fazer do Brasil uma Cuba, uma Venezuela e por pouco não conseguiram, no poder por uma década e meia, sempre tentando, isso todo mundo sabe, todo mundo viu, acredite.

Vamos tirar de dentro de nós todos os sentimentos negativos e fazer uma purga dando voto a qualquer um que se disponha a fazer este trabalho de faxina política daqui a duas semanas. Depois a gente vê o que se faz para recuperar os doentes da alma que continuam a votar nessa esquerda anti-capitalista, anti-mercado e anti-povo que afundou e destruiu milhões de empregos e só mal fez ao Brasil.

Esse qualquer um é o deputado fluminense Jair Messias Bolsonaro, número 17 na urna, mesmo que ainda não esteja claro o seu projeto. Meu candidato era o Henrique Meirelles que os brasileiros e as brasileiras bobamente rejeitaram. Respire fundo, feche o nariz e mergulhe. E cuide do seu fôlego.

Jana

Jana

Janete Nassi Freitas, nascida em 1966, fez curso superior de Comunicação, é expert em Administração, trabalhou como executiva de vendas e agora faz consultoria para pequenas e médias empresas, teve atuação em grêmios escolares quando jovem, é avessa a redes sociais embora use a internet, é sobrinha e neta de dois vereadores, mas jamais engajou-se ou sequer chegou a filiar-se a um partido, mas diz adorar um bom debate político. Declara-se uma pessoa “de centro”. Nunca exerceu qualquer função em jornalismo, não tem o diploma nem o registro profissional. Assina todos os textos e inserções na internet como “Jana”.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *