Se nós tivéssemos crime organizado no Rio de Janeiro, nós estaríamos arrasados, afirma o vereador Edson Zanata (PT)

O vereador Edson Zanata (PT) teme a violência no Rio de Janeiro

“Eu quero dizer para vocês que nós não temos, no Rio de Janeiro, crime organizado, não. Porque, se nós tivéssemos crime organizado, nós estaríamos arrasados. Nós temos seis facções, que são desunidas pelo poder, em razão do tráfico e da adulteração das substâncias entorpecentes que eles vendem, que eles comercializam. Inclusive, trata-se de um produto que dá uma lucratividade muito maior do que qualquer comércio. Aí, as facções foram surgindo e loteando os bairros da Cidade do Rio de Janeiro”.

“É uma vergonha esse quadro que a gente enfrenta e não temos crime organizado, porque, no dia em que isso acontecer, não vamos nem poder mais sair de casa. Há comerciante na Zona Oeste que bota no seu comércio grades, eles trabalham atrás das grades para evitar a violência. Quem está vivendo atrás das grades é o cidadão de bem! ”

“Ninguém fica 30 anos na prisão, porque tem tantos benefícios: é livramento condicional, é indulto, é comutação, é progressão de regime, é semiaberto. E o elemento condenado à maior pena no nosso país, com seis anos vai embora, isso se ele não trabalhar ou estudar na cadeia, porque aí ainda tem a remissão de pena para cada três dias de trabalho, e para cada 12 horas de estudo, o elemento diminui um dia da pena, e ainda tem três refeições diárias, não paga dentista nem médico, tem a Defensoria Pública, enquanto a família da vítima sofre! É triste”.

Priscilla Ramos

Acadêmica em Comunicação Social - Jornalismo. Estagiária voluntária do Segunda Opinião. Educomunicadora e Produtora Cultural.