telmario-mota

Privatização em Roraima III: senador do PTB diz que foi uma negociata e vai entrar na Justiça

Em pronunciamento no Plenário, nesta quinta-feira (22), o senador Telmário Mota (PTB-RR) comemorou a decisão da 49ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, tomada na segunda-feira, que tornou sem efeito uma assembleia feita pela Eletrobras em fevereiro, quando foi decidida a venda de algumas distribuidoras, entre elas a Boa Vista Energia.

Para o senador, a Boa Vista Energia, responsável pela prestação deste serviço em Roraima, foi vítima de uma negociata. Isso porque a empresa foi vendida em agosto por R$ 50 mil, quando apenas seu patrimônio e o da Companhia Energética de Roraima (CERR), também incluída no pacote, seria muitas vezes superior.

– Hoje mesmo eu também vou entrar na Justiça contra esta privatização. O edital de venda foi eivado de irregularidades. A Boa Vista foi entregue por R$ 50 mil, quando só um prédio que a empresa tem na avenida Ene Garcês vale pelo menos R$ 2 milhões. Demitiram 700 funcionários quando tiraram a concessão da CERR no ano passado, já visando a privatização, e o patrimônio da CERR também passa de R$ 1 bilhão – protestou Telmário.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor