Não há nada mais forte do que a verdade, por Haroldo Araújo

A questão maior é que a verdade está no fundo de um poço que não tem fundo. Se você estiver atrás da verdade poderá então entender que chegará a ela através de Deus. Então podemos concluir que a verdade é Deus. Políticos de esquerda e de direita se uniram em busca da verdade, certo? Errado. Se uniram com propósitos pessoais e de poder pelo poder e não em busca do emprego para o trabalhador. Temos 14.000.000 de desempregados!

Esquerdas e Direitas no Brasil ficaram unidos por muito tempo, mais de uma década. E tudo tinha fundadas razões se fosse sob a coordenação de Deus ou a verdade. Não foi assim. Não mesmo. Ficaram unidos em torno de um projeto de poder e que por fundadas razões fracassou. Desculpe o termo que vou usar! Até “propina” sustentou uma aliança inspirada por um falso mito ( um líder com pés de barro) . O estudo da mitologia nos traz a melhor compreensão para a busca da verdade.

O pior é que o falseamento da verdade continua! Senão vejamos: Milhares de pessoas nas ruas, cujo único objetivo era amedrontar parlamentares. Por que? Bastava ler as bandeiras dos manifestantes e suas faixas contra prováveis prejuízos aos trabalhadores (isso mesmo provavelmente não haverá prejuízo) porque as medidas ainda se encontram em votação no Congresso Nacional. Então por que atear fogo nos transportes coletivos que servem aos trabalhadores?

Como se não bastassem os prejuízos das depredações, houve confronto com policiais. O que mais se aproxima da verdade é que bateu um certo desespero nas oposições que se encontram sem mote e sem Norte para os próximos pleitos. As oposições não conseguem bandeiras e por que? Porque todas as ações governamentais são feitas através de propostas que são debatidas no parlamento pelos representantes do povo.

Então se o objetivo era acuar os parlamentares, deveriam enviar mensagens pelas redes sociais para que todos possam opinar inclusive com a participação da imprensa e não através de violência e fogo como foi predominante nos protestos que pareciam querer parar o Brasil que não parou. Através da política pode-se dividir opiniões e isso não é ruim, mas que se faça com argumentos e não com baderna.

A conquista de Tróia pelos gregos se deu através de um presente: “O Cavalo de Tróia” e nele iriam os soldados que abririam os portões da cidade para que os exércitos gregos invadissem a cidade. Será que as melhorias que as oposições querem dar ao povo é também um Cavalo de Tróia tipo inviabilização das empresas? A voz do povo é a voz de Deus e isso significa também a busca da verdade e acho que ninguém gostou do presente recebido com fogo! O brasileiro não gosta de violência e nem de presente grego.

Haroldo Araujo

Funcionário público aposentado.