Jair Bolsonaro: Réu confesso? – LUIZ REGADAS

O presidente do Brasil confessou que confiscou, de seu condomínio na Barra -RJ, onde é vizinho dos possíveis assassinos da vereadora Marielle e de seu motorista Anderson, os registros digitais antes da Polícia Civili do Rio de Janeiro ter acesso.

Ou seja, Bolsonaro cometeu Crime de Fraude Processual (Artigo 347 do Código Penal) e Crime de Responsabilidade (Artigo 6 da Lei número 1.079/50.

É mais uma confissão de crime  pelo presidente do Brasil, fora a de seus filhos, que nós brasileiros e, principalmente, o Supremo Tribunal Federal (STF), não deveríamos deixar passar impune, sob risco da democracia brasileira afundar ainda mais e, não o fazendo agora, quando tentarmos dar um jeito pode não ser mais possível.

Pode parecer impossível aos olhos de alguns uma ditadura no Brasil nos anos de hoje, mas, é importante lembrar que também imaginávamos não ser possível o golpe de 64, o impeachment da ex-presidenta Dilma em 2016 e a prisão do ex-presidente Lula.

O mais importante é lembrar que por trás desses períodos sempre estiveram os EUA e que neste momento ele está tentando a todo custo manter debaixo de suas asas as colônias recém reconquistadas após a crise de 2008. Manter o Brasil sob seu domínio é de fundamental importância para os EUA manterem seu projeto de Estado, sua geopolítica, que é manter o seu país acima de todos e não o Brasil como alguns pensam.

Os EUA farão o necessário para manter assim o Brasil, por “n” fatores (como petróleo, sua importância na América do Sul etc).  Logo, como já avisado, se formos às ruas sem força, o presidente Jair Bolsonaro terá apoio americano para por o exército na rua e, acontecendo, o “caldo” tende a engrossar, abrindo possibilidades da edição do novo AI-5 ou outros atos para institucionalizar um golpe dentro do golpe, e mais uma vez um período sombrio ao Brasil.

Luiz Carlos Prata Regadas

Luiz Carlos Prata Regadas

Sociólogo e Mestre em Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará- UECE. Tenho experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: política brasileira, geopolítica e influência da grande mídia.

Mais do autor - Twitter - Facebook - YouTube

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.