Fiasco no Laranjal! Por LUIZ REGADAS

Um domingo triste para a história brasileira. Como podem brasileiros indo às ruas fazer manifestação de apoio ao fim do Brasil!?

É vergonhoso ver pessoas ocupando as ruas para apoiar um presidente que já entregou o petróleo, a Embraer, e que está prestes a tirar os direitos trabalhistas de seu povo e que tem como projeto único entregar o país ao capital internacional, aos EUA.

Nas manifestações de rua deste domingo, 26, foram vistas pessoas pedindo intervenção no Supremo (STF), grupos pedindo intervenção militar, outros xingando Mourão (Vice-presidente do Brasil), outros pedindo fora Maia (Presidente da Câmara dos Deputados) e outros fora Alcolumbre (Presidente do Senado). Alguns manifestantes portavam a bandeira dos Estados Unidos,  a bandeira de Israel, assim como a presença de fanáticos religiosos. Tinha de tudo um pouco, até manifestantes apoiando o louco do Olavo de Carvalho, dando a ele razão no seu imaginário filosófico, a suas alucinações. No entanto, não foi visto nas manifestações por todo o Brasil um só manifestante pedindo pela geração de novos empregos, pela criação de novas escolas e hospitais, e nem foram vistos pedidos para que o governo baixe o preço da gasolina, do botijão de gás, por exemplo.

Os manifestantes deste domingo também não lutam por uma educação de qualidade, pois não se ouviu gritos pedindo e nem faixas por investimentos na área. Pelo contrário, o que se viu foi manifestantes retirando uma faixa que estava afixada na fachada da Universidade Federal do Paraná – UFPR – que tinha os dizeres “Em Defesa da Educação”. E pior, seus amigos manifestantes aplaudiram tal ato. Ato que não tem como não ser mais incisivo e dizer que é um ato de falta de sanidade mental, um ato de demência.

No geral, foi um ato em que pouquíssimas pessoas foram às ruas neste domingo, 26, apoiar o presidente Jair Bolsonaro e a sua Reforma da Previdência. Durante todo o dia, foram percebidas pequenas manifestações, aglomerações, em aproximadamente doze Estados: Rio de Janeiro (Copacabana), Salvador (No Farol da Barra), Belém, São Paulo, Curitiba, Fortaleza, Recife, Belo Horizonte, Porto Alegre, São Luís, Maceió e Goiás e mais o Distrito Federal. Em Fortaleza, alguns gatos pingados em uma carreata que teve a concentração na Avenida Pontes Vieira, no bairro Dionísio Torres, e depois foram vistos pelo bairro Aldeota, zona rica da cidade, em direção à Praça Portugal, praça palco de outras manifestações durante o golpe de 2016.

Importante lembrar que a família Bolsonaro está enrolada até o pescoço, e, se realmente for apurado,  pode se dar muito mal, pois são depósitos de cheques na conta da esposa do presidente Bolsonaro, funcionários fantasmas em seu gabinete e no dos filhos, envolvimento com milicianos, entre outros males que colocam o presidente do Brasil em péssima situação.

Sendo assim, posso concluir que o ato convocado para hoje para dar apoio ao presidente Jair Bolsonaro, e que teve o seu respaldo, foi um verdadeiro fiasco, um tiro em seu pé que pode custar muito caro, pode custar a sua permanência à frente do comando máximo do país, à frente da presidência do Brasil.

 

Luiz Carlos Prata Regadas

Sociólogo e Mestre em Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará- UECE. Tenho experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: política brasileira, geopolítica e influência da grande mídia.

Mais do autor - Twitter - Facebook - YouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.