Covid 19 versus Capitalismo

O Covid 19 é um vírus novo que tem um grande potencial de destruição. Protagoniza um espetáculo aterrorizante no mundo inteiro à luz do dia;

O Capitalismo é um vírus velho que tem um grande potencial de destruição também. Protagoniza um espetáculo aterrorizante no mundo inteiro na penumbra;

O Covid 19 é explicito e verdadeiro;

O Capitalismo é dissimulado e mentiroso;

O Covid 19 começou a matar agora;

O Capitalismo começou a matar há milênios;

O Covid 19 mata rápido, asfixiando;

O Capitalismo mata devagarinho, por inanição;

O Covid 19 é corajoso e aje só;

O Capitalismo é covarde e aje mediante intermediários;

O Covid 19 é real, basta-se a si mesmo;

O Capitalismo é falso, precisa de narrativas mentirosas para existir;

O Covid 19 é justo, mata rico e pobre;

O Capitalismo é injusto, dá ao rico que explora e mata o pobre;

O Covid 19 cria solidariedade e compartilhamento;

O Capitalismo cria egoismo e desigualdade;

O Covid 19 odeia a ciência que o extingue;

O Capitalismo usa a ciência para se expandir criminosamente;

…  …. …  .

O Covid 19 ataca o Capitalismo e o leva às cordas do ringue, deixando-o envergonhado e agonizante;

O Covid 19 exibiu as vísceras do mundo criadas pelo Capitalismo: estados ricos (lindo verniz), mas desmantelados … sem estrutura mínima para cuidar do seu povo de forma decente. Que tristeza!

Covid 19 e Capitalismo são “serial killers” de alta periculosidade que devem ser destruídos. O primeiro dentro de casa com água e sabão e o segundo nas ruas com a coragem e realismo.

Informações para dorrotá-los não falta. Para o Covid 19 há protocolos da comunidade científica a serem seguidos. Para derrotar o Capitalismo a literatura é ainda mais ampla.

Covid 19 veio e passou uma grande lição, mas terá seus dias contados. Depois de seu funeral a história apontará para dois mundos: um antes e outro depois dele … com o Capitalismo de joelhos no confessionário e pedindo perdão.

Dias depois Capitalismo e Liberalismo, comparsas inseparáveis, são encontrados dormindo “ad aeternum” e foram sepultados juntos como indigentes.

Na lápide, o coveiro homenageou, com tinta vermelha, Marx e Hegel:

De cada um, de acordo com suas capacidades;

Para cada um, de acordo com suas necessidades.

– Karl Marx

TESE, ANTÍTESE, SÍNTESE. 

– Georg Hegel


Gilmar Oliveira
Gilmar de Oliveira

Gilmar de Oliveira

Gilmar Oliveira é professor da Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.