Concessão de 3 florestas gaúchas para iniciativa privada pode render 14 milhões de reais, defende senador do PP

O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) elogiou, nesta terça-feira (16), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, por visita a três unidades de conservação do Rio Grande do Sul. O objetivo da visita, segundo o senador, foi vistoriar as unidades para uma possível concessão das áreas para a iniciativa privada. O ministro esteve no Parque Nacional dos Aparados da Serra e nas florestas nacionais de Canela e de São Francisco de Paula, disse Heinze.

Para o senador, a concessão pode potencializar o turismo e os estudos científicos nas três unidades de conservação. Ele ainda defendeu a possível exploração econômica, de forma sustentável, das florestas de Canela e de São Francisco de Paula.

— Alguma coisa importante nós podemos fazer nessa área. O aproveitamento dessa madeira de uma forma racional, de acordo com o manejo orientado que se pode fazer. Existe essa possibilidade. O ministro está disposto a fazer as concessões — disse Heinze em Plenário.

Segundo o senador, este aproveitamento da madeira, apenas em Canela, pode gerar um faturamento de até R$ 14 milhões. Ele informou ainda que o ministro prometeu até agosto deste ano para o lançamento do edital de concessão da Floresta Nacional de Canela, da Floresta Nacional de São Francisco de Paula e do Parque Nacional em Aparados da Serra.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor