COMUNICAÇÃO COMO CULTURA DE PAZ By Gilmar de Oliveira

A formação do planeta Terra, segundo Yuval Noah Harari, aconteceu há 4,5 bilhões de anos.  O surgimento de organismos vivos e o começo da biologia, bem depois, há 3,8 bilhões de anos. De lá até o século passado, o homem viveu em constantes conflitos íntimos e externos. Nos conflitos íntimos, a dor era na busca do conhecimento de si mesmo; nos conflitos externos prevalecia a luta pela sobrevivência, envolvendo segurança e sociabilidade. Abraham Maslow, com base em pesquisas, hierarquizou, com precisão cirúrgica, esses valores e outros que surgiram nos tempos pós revolução industrial.

A escassez de informação proveniente de uma leitura superficial da realidade, tem  produzido uma comunicação falha, geradora de:

Desconforto;

Doença;

Insegurança;

Suicídio;

Criminalidade;

Desintegração familiar;

Criança abandonada;

Fim de relacionamento;

Desemprego;

Guerra;

Pobreza;

Morte;

… … … .

A comunicação saudável, intra-pessoal e inter-pessoal, envolve todo o ser:  corpo, mente, sentimento e espírito. Havendo congruência na articulação desses quatro elementos, a inteligência emocional nasce e os conflitos desaparecem ou são minimizados. 

O “homo sapiens” é um ser extraordinariamente complexo. No contexto social, o grau de complexidade aumenta porque existem formas diferentes de enxergar as realidades … umas mais refinadas e outras mais toscas. É por isso, que existem pessoas com comportamentos bizarros que se tornam fenômenos sociais por meio da mistificação das massas pela propaganda política. Hitler na Alemanha, Pinochet no Chile são exemplos clássicos. Lideraram porque tinham seguidores com o mesmo nível de compreensão do mundo. Combatemos a escuridão com a luz e a ignorância com o conhecimento.

A cultura de paz é um bem comum. Deve ser construída mediante um  processo bem estruturado de comunicação e regado por todos …  a todo instante.

A Comunicação como Cultura de Paz é uma jornada longa que deve ser empreendida com determinação. 

Existem muitos espaços de fala com este propósito. O Segunda Opinião é um deles.

Seja estratégico e dê o primeiro passo, agora!

Gilmar de Oliveira

Gilmar de Oliveira

Gilmar Oliveira é professor da Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.