ARROGÂNCIA: SEUS FILHOTES E MALEFÍCIOS – By Gilmar de Oliveira

O Brasil e o mundo acompanharam atentamente os processos, as articulações e as escaramuças feitas para prender o ex-presidente Lula.

 

Quem entende de geopolítica e tem pensamento crítico sabe o porquê desse encarceramento ilegal.

 

Causa indignação ver pessoas esclarecidas, atacando o Partido dos Trabalhadores e seu representante maior, por arrogância e/ou falta de palavras verdadeiras com ressonância popular. Falar mal de quem está distante e preso não é uma atitude cidadã nem republicana.

 

Grandes líderes como: Abraham Lincoln, Mandela, Gandhi, Luther King, Madre Tereza, dentre outros, foram pessoas mansas, firmes, resilientes e comunicavam suas ideias de forma civilizada, sem falar mal de seus concidadãos. Congregavam multidões com a força das suas idéias e a simplicidade de suas características pessoais.

 

A arrogância tem filhotes e gera malefícios: palavrões, impulsividade, falsa coragem, comportamento reativo, desrespeito, desonestidade intelectual, falta de ética são alguns deles.

 

A arrogância tem um poder desagregador exponencial. Não serve nem a quem a pratica.

 

Se a arrogância é um traço marcante da sua personalidade e você almeja ter seguidores, elimine-a do seu comportamento. Tudo a ganhar e nada a perder.

Pense nisso!

Gilmar de Oliveira

Gilmar de Oliveira

Gilmar Oliveira é professor da Universidade Estadual do Ceará - UECE.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.