13 perguntas sobre a Reforma da Previdência e o falso consenso, por OSVALDO EUCLIDES

Pergunta 1 – Por que a Reforma Previdenciária foi tentada por um vice-presidente (Michel Temer, depois presidente) de uma chapa que não falou claramente do assunto na campanha eleitoral? Por que a pressa?

Pergunta 2 – Por que a Reforma Previdenciária está sendo tentada agora por um presidente eleito (Jair Bolsonaro) que não falou claramente do assunto na sua campanha? E por que a pressa?

Pergunta 3 – Por que o governante que propõe a reforma previdenciária urgente alega os problemas que estão previstos nos cálculos para o ano de 2060?

Pergunta 4 – Por que o governo não apresenta a conta aritmética oficial de receitas e despesas que justifica a proposta?

Pergunta 5 – Por que a proposta de Reforma Previdenciária está sendo feita antes da Reforma Tributária, quando o normal, lógico e esperado seria o inverso?

Pergunta 6 – Por que o governo quer fazer mudanças tão duras e tão cruéis para aqueles mais carentes e vulneráveis? Eles são 30 milhões de trabalhadores brasileiros honestos, exatamente os que não têm absolutamente nenhum privilégio.

Pergunta 7 – Por que o governo faz questão de ignorar o fato de que o mercado de trabalho regra geral evita a todo custo contratar trabalhadores (e até executivos) com mais de cinquenta anos? E já olha de esguelha os que têm mais de 45.

Pergunta 8 – A quem interessa mesmo o desmonte e o enfraquecimento da previdência pública e da seguridade social? De onde sai, quando e para quem vai o trilhão de reais a ser “economizado”?

Pergunta 9 – A Reforma Trabalhista já não deu na Previdência um golpe suficientemente forte?

Pergunta 10 – O que a Reforma da Previdência tem mesmo a ver com a retomada do crescimento e dos investimentos se ela não altera a demanda a curto e a médio prazo? Por que se repete tanto essa inverdade?

Pergunta 11 – A quem interessa tanto e tão dramaticamente o regime de capitalização individual? Quem ganha e quem perde com a ‘novidade’?

Pergunta 12 – Por que retirar da lei a garantia de atualização anual do valor da aposentadoria?

Pergunta 13 – Faz sentido mesmo retirar a contribuição do empregador (consequência lógica do casamento da reforma trabalhista com o sistema de capitalização individual), como contrapartida à contribuição do empregado? Em outras palavras: com 3 fontes de recursos (governo, empregador e empregado) a Previdência tem problemas, como vai funcionar só com uma fonte?

Osvaldo Euclides

Osvaldo Euclides

Economista e Professor Universitário.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.