UM BATERISTA E O CCBNB

Anos 90. Era uma vez um baterista ávido por descobrir o mundo. Os jornais noticiam a inauguração de um centro cultural no centro de Fortaleza. Surpresa! Que lugar é esse? Como contribuirá para o intercâmbio entre público e artistas? Estará aberto para experimentações, além de difundir o ensino e veicular espetáculos?

A resposta dessas perguntas remete ao próprio histórico do CCBNB-Fortaleza, um espaço que fomenta a cadeia cultural da cidade de uma forma democrática, múltipla, gratuita, e centrado em um funcionamento diferenciado, fugindo da mediocridade. A ligação entre Arte e Educação denota potencialização de capital cultural!

Depois, o baterista é convidado a apresentar um projeto que entrecruza cinema e literatura no sul do estado. Assim, sabedor da força pulsante da cultura no Cariri, vai com satisfação para essa região e vê, no seminário que ministra, os olhinhos brilhando de dezenas de estudantes.

O CCBNB-Cariri se ergue em frente a uma praça linda, grande, arborizada. Está naquele espaço como uma espécie de porta aberta ao mundo, escancarando linguagens artísticas em seus andares, e sendo um museu de grandes novidades. A conexão entre Arte e Educação é serviço!

Extrapolando o percurso, o baterista que mira outros ritmos vai ao alto sertão paraibano. A viagem é um diálogo com o Nordeste. Pela janela, a estrada; na alma, a vontade de contribuir com a graça da educação. No foco, as pessoas: batalhadoras, crentes no amanhã! Mas o entorno social fala alto: seca e desnutrição.

O CCBNB-Sousa é um oásis na caatinga. Forte e imponente por fora, lindo e majestoso por dentro! Ele dialoga com a cidade: há praças, restaurantes e, sobretudo, pessoas próximas. Essa proximidade estabelece: é necessária a presença de uma instituição afetuosa ali, que traduza o mundo em outras possibilidades. A junção de Arte e Educação significa crescimento humano!

2019. Em pauta, o possível fechamento dessas casas. O baterista sabe que não está só! Afinal: existir é resistir e unir. Assim, entende que a união entre Arte e Educação se faz também no campo político. Com a urgência imprescindível para que nossas raízes possam continuar crescendo! E com o CCBNB presente!

Carlinhos Perdigao

Carlinhos Perdigao

Carlinhos Perdigão é arte-educador, músico, produtor cultural, professor de língua portuguesa da Faculdade Plus e da UNIQ – Faculdade de Quixeramobim. É autor do livro “Fragmentos: poemas e ensaios” e do disco “Palavra”. Tem formação em Letras e Administração, com pós-graduação em Gestão Escolar. E-mail: [email protected] Site: carlinhosperdigao.com.br

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.