Arquivos em Tags: poesia

FALTA-ME O AR

Quase 300 mil vidas
ceifadas de um último abraço
e sem que pudessem respirar seus lares
e sentir o amor borbulhante
…que pulsa no coração de quem fica
partiram rumo ao olimpo
para descansar os sorrisos que outrora nós fizeram sorrir e
valsar a música dos encantados..
fazendo

A torre de marfim

Construímos juntos, tu e eu
Nossa bela torre de marfim
Pusemos em cada canto nu
Um sentimento
Em cada degrau, um alento
O tapete ao chão estendido
Na brancura se fez
Das sancas um inefável amor
A base era sólida
Corria pelos dedos nossos
O concreto da vida
No seu cume

CONSIDERAÇÕES DE DESEMPAREDAMENTOS

1
os poetas, as crianças e a lua são os primeiros a ‘de-compor’ todas as paredes
2
os peregrinos de mim batizam meus muros
3
e que não se enganem,
as paredes, todas elas, estão dentro do mármore do olho
dentro da longitude da garganta
dentro da parcimônia

Março

Inclina o perfil e abre a porta da sala
tece páginas, casa palavras e inventa letras
março veio com chuva, mesmo assim o sol parou mais do que de costume na persiana da minha janela
pede licença a Cecília e avisa para o

POESIA REMINISCENTE

 
“As palavras são como rosas: podem ferir aquele que não as conhece, e podem se apresentar como belas e frágeis para um bom conhecedor”. Essa frase estava em cada pensamento, momento e página escritos no livro de sua vida. Por

OBSCURIDADE

vejo tudo fosco
borrado, meio sujo.
foi o grito que rompeu com o ontem
mas que até hoje ecoa.
tem ontens em todos os hojes.
faz sol,
chuva
e novamente ecoa.
Já é noite.
Aquele sujeito permanece de costas pra mim?
…esguio, pálido, exaurido.
um poço de desconvivência!
vire-se! você não me

Fortaleza das Flores

Findou-se o nosso silêncio.
Nós desatamos os nós.
Cruzamos nossas fronteiras.
Contamos estrela por estrela.
Fizemos um pacto.
Findou-se o nosso silêncio.
Nós desatamos os nós.
Cruzamos nossas fronteiras.
Contamos estrela por estrela.
Fizemos um pacto.
Rompemos um hímen.
O mundo continuou misterioso.
E pecaminoso.
E contestador.
Eu virei vermelho com amarelo.
Você virou meu

In-verso

é o inverso de tudo que fala. o avesso.
é aquilo que nunca foi, mas imagina ser.
publicita seu sonhos como se fossem reais e tem quem os compre.
arma a lona
veste uma capa
e ao virar-se…
avista arquibancada cheia!
é o palhaço do circo do

Quando te guardei dentro do meu peito

Quando te guardei dentro do meu peito,
não contabilizei o tempo que vivemos,
pois não meço meus afetos
pela quantidade de horas convividas.
Eu meço pelos olhares, pelos desejos, pelas saudades.
Percebo o frio na barriga,
o pensamento furtivo,
a relação do eu com o mundo
e no

“Poesia Provisória” – Nirton Venancio

Semana passada tive a felicidade de ganhar um presente muito especial, chamado “Poesia Provisória”, do escritor de múltiplos talentos – Nirton Venancio. Que apropria-se da arte de escrever, como uma lavrador que semeia sua terra. Respeitando a pausa do poema,