Arquivos em Tags: literatura

Sem perder a ternura jamais

Pediram-me duas linhas sobre Jorge Amado, que, nessa terça 10, faria 109 anos. Aqui vão, cumprindo a pauta do jornal e homenageando singelamente um dos poucos escritores de quem posso afirmar ter lido, rigorosamente, todos os livros, contando o Navegação de

Libélula

A morte, ela transforma.
Faz a carne voltar ao Verbo,
Todo sonho verter ao pó.
Faz da gente, que ficou pra contar história,
Do destino um pequeno detalhe,
Tola criança com medo de dormir só.
É atrevida, um agridoce desatino!
Deixa vinco fundo em página marcada,
Silêncio amargo

A ciência mais bonita de São João

Enquanto as sianinhas da saia de Zefa disputavam rodoró com o brilho incandescente das chuvinhas, o vento soprava na nossa cara, as faíscas da fogueira e o perfume Toque de Amor que Tica usara  para “enfeitiçar” o marido, recém chegado