Arquivos em Tags: #doradepaula

DEDO DE PROSA

Sei que nunca estou sozinho
Há flores pelo caminho
De todas as cores e formas
Um motivo que transforma
Se estou borocoxô
Tudo ganha outro sentido
Quando me pego envolvido
Com todo tipo de flor
Paro mesmo e converso
Escrevo mais outro verso
Inverto o estado de humor
Não estou fugindo

PANELAS

Tinha o livro preso ao peito
Com tanto jeito
E as panelas esperando
Ai… as panelas …
As panelas, sorrindo, lhe diziam
 
Vai Maria
Pro lugar da alegria
Teu corpo em agonia
Pede alimento
Teu espírito também pede
Um alento
Come, meu amor!
Come!
Sacia a tua fome.
 
Dezembro/2023
Dora de Paula