Arquivos em Tags: cultura

Canteiro de obra

Cláudio Oliveira escreve um posfácio ao livro O homem sem conteúdo (Editora Autêntica), de Giorgio Agamben, intitulado Da estética ao terrorismo: Agamben, entre Nietzsche e Heidegger. O intuito aqui não é tratar do posfácio, mas do que sua leitura incitou

Reflexões de Ramlig II

Era uma noite escura como breu. Sentado numa pedra, eu contemplava as estrelas no céu. Meus ouvidos se deliciavam com o silêncio manso e duradouro que reinava no pico da montanha. Meu coração acompanhava o cricar de um grilo que

Luz orvalhada da manhã

Luz orvalhada da manhã penetra na janela entreaberta em que dorme o casal. Doces são os gostos na boca de amantes recentes, como são amadurecidos os de longa data que não perderam o viço, pois o tempo os melhorou como

Diurno

A guerra não é um acontecimento total e estético, como proclamavam os fascistas de Marinetti: “(…) A guerra é bela, porque inaugura a metalização onírica do corpo humano”. Nenhum elogio à velocidade ou à exaustãonestas palavras. Entanto, a rua em

A neta e o mar

O amor às netas e aos netos é contemplativo. observamos sua desenvoltura, acompanhamos seus passos a certo distanciamento, aprendendo com sua inventividade, diferentemente do amor aos filhos e filhas com os quais mantemo-nos em proximidade operativa constante. Dormem conosco em nossos

Noturno

Se a lua está crescendo ou minguando, não sei; sei que tornei-me novamente noturno. Não esperava. A lagoa está lá; estão lá as ruas silenciosas e as casas penumbradas. Penumbrado estou, sem nada esperar de fantasmas ou amigos. Velhos camaradas

A piscina de seu Pires

Para chegar à piscina de seu Pires basta andar por doze quilômetros pela estrada à esquerda da cidade de Canoa Grande, que fica no litoral nordeste, a treze quilômetros da capital. É uma simples e encantadora cidade. Possui natureza exuberante

Seria a literatura elitista?

Será que os clássicos da literatura são exclusivos para as elites e incompreensíveis para as massas contemporâneas que crescem com horizontes culturais tão diferentes? Exigir ou sugerir a leitura dos clássicos é um truque das classes dominantes – brancas, burguesas,

Bunda de saúva torrada na boca

Arapuã selvagem impregnou no cabelo do menino. Deu dó. Mas o menino era do mato e do mato sabia-se menino-arapuã selvagem correndo e gritando e gostando do gosto da bunda de saúva torrada na boca. Era inverno.
Chovia enquanto fazia sol

OLHAR PARA DENTRO DE VOCÊ

Uma renomada Instituição me convidou para fazer a palestra de abertura de um ciclo de encontros intitulado O IDOSO E A APOSENTADORIA.
O meu credenciamento para essa palestra de destaque decorreu, provavelmente, do fato de eu ser idoso e ter requerido

O JOGADOR DE BASQUETE

Finalmente havia chegado o grande dia. Aos 12 anos de idade, o jogador de basquete estava ansioso para disputar a final estadual do campeonato estudantil, a primeira em sua vitoriosa carreira. O basquetebol aparecera em sua vida como uma das