OLHAR PARA DENTRO DE VOCÊ

Uma renomada Instituição me convidou para fazer a palestra de abertura de um ciclo de encontros intitulado O IDOSO E A APOSENTADORIA.
O meu credenciamento para essa palestra de destaque decorreu, provavelmente, do fato de eu ser idoso e ter requerido aposentadoria há um ano para completar o tempo de serviço. Sabe-se que muitas pessoas entram em pânico quando pensam em se aposentar.
O enorme auditório estava bem ornamentado e repleto de pessoas cronologicamente bem maduras, sedentas por informações sobre a vida pós-laboral.
Depois de dar uma rápida entrevista para um canal de televisão, cumprimentei a seleta audiência e pedi um voluntário para responder uma pergunta. Lá, bem do meio, levantou-se um senhor elegante que veio apressado em minha direção. Coloquei a pergunta:
Quem é você?
Sou José.
Não estou perguntando seu nome, José. Quero saber quem é você?
Sou engenheiro civil …
Não estou perguntando sua profissão. Quero saber quem é você?
Várias perguntas foram formuladas até José refletir, buscar a sua essência, descobrir quem ele era enquanto pessoa.
Pedi, então, a José que relatasse para o auditório, em um minuto, uma experiência marcante de sua vida.
José temperou a garganta, falou pouco mais de um minuto e foi aplaudido, entusiasticamente, de pé.
Minha missão poderia ter encerrado ali, mas resolvi continuar fazendo perguntas que suscitassem interiorização. Queria que todos visualizassem dentro de si o universo gigantesco de possibilidades de ser feliz e, continuar crescendo, em qualquer lugar.
Concluí a “palestra” diante de posturas eretas e olhos que brilhavam, olhando para dentro, dando-me a certeza de que todos estavam preparados para o conclave.
Contemplar as maravilhas ou futilidades externas é fácil. Ver as preciosidades que estão dentro é difícil. Treine olhar para dentro de você … é libertador.

Gilmar Oliveira

Gilmar Oliveira, Professor Universitário.