O FALATÓRIO COMUM DOS GERAIS

Quem foi que disse — e eu fico logo é atenazado com a prascóvia pergunta —
Que Diadorim não era feito nunca homem,
Ainda que em corpo de mulher em
Filigranas sutis de buriti bem construída?
Quem o cujo, apois? Então: o peito que Riobaldo,
Envergonhado, quis beijar, era crespo de masculinos pelos:
O coração que ele quis morder mostrava sua imensa coisa palavrada:
Não têm sexo o desejo da vingança e a sede da justiça.
A bizarria a mais valer não carece de específicos genitais.
O espanto de Riobaldo não era o sexo feminino revelado de Diadorim,
Nem no revelado o sexo em rosa,
Mas o desaparecimento em nada do amigo desejado,
Em filigranas de buriti bem construído.
A que se destina
Nonada.

Airton Uchoa

Escritor, leitor e sobrevivente.

Mais do autor

Airton Uchoa

Escritor, leitor e sobrevivente.