Meu Carnaval

Meu carnaval
independe de fevereiro.

É março, é janeiro.

Eu: carnaval eu sou:
o ano inteiro.

E carnaval é em mim:
e para mim um desterro.

De carnaval eu sou feita:
carnavalesceço de manhãzinha;
só me ponho em terreiro.

Carnaval sou eu toda:
minhas veias-serpentinas;

minhas hemácias:
purpurina;

minhas sardinhas:
eu-confete:
minha carne, meu cerne.

Vem comigo e me dança:
um samba qualquer,
um forró de deus-quiser.

Eu, carnaval:
meu sangue verte um frevo-amarelo-quente:
o ano-todo:
malemolência carnavalescente.

Eu só sou um samba-bom
que ferve-quente.

 

No vídeo abaixo, Luana Braga declama “Carnaval em mim” outro poema de sua autoria

Luana Braga

Luana Braga

Luana é escritora, fotógrafa, ilustradora e compositora. Seus vídeos-poema estão disponíveis no seu canal youtube.com/insolitaviagem. Fez músicas em parceria com Joyce Custódio, Jord Guedes, Guilherme Cunha, Charles Wellington, Pedro Falcão, Zé Rodrigues e João Pirambu. Junto às poetisas Carolina Capasso e Marta Pinheiro produz o sarau 'Casa de Poesia'; junto a poetisa Lima Caz, produz o Sarau da Mandinga. Participa de outros saraus, como o Sarau da Lamarca, Sara da Pirarucu, Sarau Bate Palmas, Sarau da Terra etc. Publica poemas no blog literário ‘Leituras da Bel’, na ‘Revista Maracajá’, ambos do Jornal O Povo, e nas revistas online 'Confraria' e 'Mirada'. Recentemente, teve seu material literário-fotográfico "Nunca mais eu digo: eu te amo" exposto na Galeria do IBEU, na Livraria Lamarca e no IFCE-Acaraú, por conta do Agosto Lilás. O catálogo deste material encontra-se disponível no link https://is.gd/NuncaMais. É de sua autoria a galeria instagram.com/insolitaviagem, no Instagram.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.