MÃOS e CORAÇÃO

Avisa a minha gente
Que hoje o Sol tão quente
Chegou pra despertar
Abrir olhos, bocas e ouvidos
Para ver, sentir, falar
Que é preciso saber
E fazer a história
Memória de sangue, dor, mas também de glória
Nossa vitória é em cada instante
Em que um de nós levante
Respire confiante e siga
Siga forte em nossa liga

Podemos muito, e somos tantos
O nosso espanto com esse mundo
Há de nos unir
No sentido mais profundo do existir

Os tambores rugem
Clamores ressurgem
Estamos lá, ali, e aqui
E vamos resistir
Os tambores tocam e nos chamam
Pra dançar, lutar, sorrir !

Rufam, rufam e não camuflam a alegria
E nem a dor
Com as mãos e o coração
Toco o meu tambor
Todo dia é dia
De dançar o amor !

20/06/2024
Dora de Paula

Dora de Paula

Maria Auxiliadora de Paula Gonçalves Holanda, doutora em educação-UFC, mestre em Educação-UnB, Arteterapeuta- Instituto Aquilae, escritora e compositora.