Em qual mentira vou acreditar?

A gente sem querer, ou querendo, vai se tornando mentiroso. Daqueles “filhos do diabo” mesmo. Quase todos nós nos contentamos com a mentira.

Não nos conformamos com a realidade. A verdade dos fatos nos assusta. Preferimos o discurso doce. Ouvir o que se gosta, ou aquilo que vai de acordo com o nosso modo de vida, é o que interessa.

Aos poucos vamos mentindo para agradar terceiros. Para não entrar em conflitos intermináveis, você entra no jogo do faz de conta: mentir e aceitar a mentira com naturalidade.

Ninguém vai assumir, mas 80% do que falamos e ouvimos durante o dia é mentira. Aquelas do bem. Seja para fugir de momentos incômodos ou, sobretudo, para deixar o outro feliz.

Aliás, afagar egos alheios é uma missão diária. É tipo: qual mentira preciso contar para deixá-lo contente? E o reverso é verdadeiro: em qual mentira vou acreditar hoje?

Impossível distinguir a mentira da verdade. Talvez verdade nem caiba mais. Realidade é a palavra.

Com propriedade, Ariano Suassuna se dizia um “verdadeiro” mentiroso. Porque o mundo não estaria apto a conhecer as verdades.

A sociedade nao foi preparada para essa finalidade.

Por isso vamos vivendo num ritual sem fim de embromação. É mais leve. Abre caminhos, mesmo que o ponto final seja um precipício.

Marco Garcia

Marco Garcia é jornalista paulistano. Morou em Fortaleza por 6 anos onde desempenhou trabalhos em diversas áreas da Comunicação. Foi produtor de Jornalismo do programa Eleitoral de TV do Governador Camilo Santana (Eleições 2014), Diretor de Comunicação da Prefeitura de Redenção (CE), Assessor de Imprensa do Prefeito de Redenção (CE), Assessor de Imprensa do Sindicato de Atletas de Futebol do Ceará, Repórter Esportivo nas rádios Clube AM 1200 e Cidade AM 860. Trabalhou ainda para a CUFA (Central Única das Favelas). Antes de se mudar para o Ceará, foi Editor de Conteúdo do Portal Webtranspo e repórter na Revista Webtranspo Info, veículos localizados na capital paulista.

Mais do autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.