É domingo em Fortaleza

É domingo em Fortaleza, lá se vem aquele solzinho acompanhado do frescor que ainda resta, mas não se engane, esse é o anuncio de mais um dia de calor e sol rachando a moleira, assim como são a maioria dos dias por aqui, nada novo. Lá no bairro Antônio Bezerra,  o seu Carlos já deixou a rede armada pra passar o dia deitado, ouvir o seu radinho na santa paz, e ficar por dentro de todos os jogos de futebol daquele dia. Enquanto isso,  na sala a dona Lucia liga logo a TV no programa favorito dela aos domingos, aquele que o apresentador passa duas horas enrolando pra mostrar a irmã da Roberta Miranda que ela não via há 20 anos?! Pois é cada um com suas preferências.

Do outro lado da cidade, no bairro Meireles, a família da Isa, que é Pediatra, já está colocando as bolsas no Jeep pra passar o dia no Apartamento deles, lá pelas bandas do Beach Park. O vizinho dela, do 302, esbarra com a família na garagem e acena, o domingo dele vai começar com uma corrida pelo Parque do Cocó, é porque pra manter o abdômen tanquinho tem que suar até no dia da preguiça, e se não postar foto no Instagram com o “tá pago” não valeu. Depois da corrida, ele vai encontrar os amigos da época da faculdade de direito pra beber uns drinks lá na Santa Praia e dar uns mergulhos no mar.

É domingo em Fortaleza, 11h da manhã e o cheiro do feijão com quiabo começa a invadir o quarto da Jennyffer, moradora do Itaperi, mas ela quer mesmo é continuar dormindo, porque domingo é dia de acordar tarde mesmo, já não basta levantar cedo na semana pra ir pra escola? – “Mãe não grita”, reclamou depois que a mãe pediu pro Maykon, seu irmão mais novo ir lá na outra rua comprar o galeto pro almoço. O menino bufou porque estava no meio de uma partida de bila com os amigos, mas ele conhecia bem o velho ditado “manda quem pode, obedece quem tem juízo”, e lá se foi comprar o frango com medo de levar uma voadora de chinela havaiana nas costas.

Esse medo da chinelada o Marcelo não conhece, ele tem pavor mesmo é quando o pai deixa ele sem o vídeo game, no mundo ideal do menino de 13 anos, a vida seria só jogar vídeo game e comer sanduíche do Mac Donald’s, sim, até aos domingos, mas na realidade a tradição da família é reunir avós, tias, tios e primos pra almoçar no Côco Bambu da Beira Mar, tudo junto e misturado, feito baião de dois. De lá eles emendam um passeio no shopping, mulheres às compras, homens a segurar as sacolas das madames e os jovens pro cinema, assistir às últimas produções hollywoodianas.

Sol no poente, mais um fim de semana indo embora, em cada canto da cidade cada um viveu uma realidade, mas seja no Antônio Bezerra ou Praia de Iracema, no Itaperi ou Meireles, todo mundo precisa acordar para mais um dia de luta na segunda. Pra fechar o domingo tem a pizza mista com Coca de R$ 10,00 da pizzaria do Pedim, que mandam entregar de bicicleta e tem a pizza de cogumelos com alho poró do Vignolli que chega em 40 minutos pelo Ifood. É domingo em Fortaleza e no final tudo termina em pizza.

 

Imagem: https://tinyurl.com/566hvayd

Hadassa Cavalcante

Graduada em Jornalismo, Mãe de dois, Vegetariana,Cristã.

Mais do autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.