Declaração de Voto, por Rosana Medeiros

EleNão: o voto útil em Ciro Gomes
Vou votar no Ciro e não é um voto livre de questionamento e ou posteriores arrependimentos, mas é o único voto possível no momento e os porquês são:
#EleNão
Esse é o maior motivo de todos. Se eleito, o Bolso ganha um cheque em branco e alguém que já pensou em explodir uma represa inundando uma cidade para manter a ditadura, não aparenta ter muito apreço pela vida, sobretudo uma vida negra.
Bolso tem como propostas,reduzir os direitos humanos e armar a população deste país. Pra mim isso significa que se você é pobre e negro (como eu sou) é melhor jair encomendando o caixão.
Se hoje já está difícil pra gente, imagina quando aquela galera que vira a calçada porque acha que todo negro é bandido puder comprar uma arma junto com uma assadeira de pão nas Lojas Americanas?
No barril de pólvora que é o Brasil hoje, não precisamos de mais armas, mas cabe perguntar quanto a riquíssima indústria de armas está investindo nesse bolso de ódio?
Ironicamente, o Ciro é a personagem mais normal dessa eleição.
Temos todo tipo de candidato: um na cadeia; um orando no monte; um que é mandatário de uma das polícias que mais assassina negros no país e botou uma criança negra na propaganda; uma que governa pra direita mas se diz protetora da ecologia, entre tantos outros personagens da política brasileira que dariam inveja pra qualquer roteirista de comédia, mas infelizmente é real. A eleição virou um circo, mas o pior disso é o risco iminente de elegerem um palhaço para a presidência.
Lula
Sou aluna do Prouni, do Haddad, que fez uma diferença absurda na minha vida e na vida da minha família, mas, dada a experiência da Dilma, sem governabilidade, votar no PT é como jogar o voto no lixo. A opção do Lula de insistir nessa eleição com uma parte imensa da população com um enorme sentimento antipetista está colocando o Bolsonaro na vantagem, o fim do filme todo mundo já conhece. Basta rever a eleição de 89.
Política
A gente precisa de um político profissional. Alguém que vai repactuar os diversos setores da sociedade brasileira, que está tão inflamada. Alguém que seja capaz de dialogar com o petralha e com o coxinha, unindo o desejo de ambos de uma país com educação e saúde padrão Fifa (seja lá o que isso signifique), mas que também saiba subir o tom e não cair em chantagens políticas ou midiáticas como as de que o PT infelizmente foi vítima nos últimos mandatos e sem dúvida, subir o tom, o Ciro sabe.
Nordeste e o Brasil
Ciro tem pares e redutos políticos no Nordeste, dessa forma, é mais difícil que ele faça como os tucanos e esqueça de voar para o Nordeste durante o governo.
Quem viveu no país governado pelo Lula entende a diferença de vida e morte de um governo olhar pelo semiárido.
Durante o governo Lula, não vi nenhum caixão de anjo, que antes dele era muito comum no interior.
Pelo contrário, vi empresas nascendo em lugares do Brasil que não couberam no governo e nem nos sonhos de sociologia mais loucos que Fernando Henrique teve acidado em Sorbonne, ou no seco chapéu de vaqueiro do Alckmin.
Se Lula e Ciro não conseguiram acabar com seca, ao menos fizeram o que todos os outros nem ao menos se importaram em tentar, pra isso criaram um rio onde antes só tinha sede, o que prova que tudo é possível quando há interesse.
A transposição do Rio São Francisco é a obra que une Ciro, Lula e todos os nordestinos que, salvo uma esmola ou outra, foram esquecidos pra morrer por Fernando Henrique e todos os outros presidentes.
Esse tipo de ação faz acreditar que um país melhor é possível quando se une a política com quem sabe o que fazer com ela.
Nem tudo está perdido.
Por enquanto.
Rosana Medeiros

Rosana Medeiros

Publicitária, estudante de marketing político e feminista, que acredita nas pessoas e na educação como ferramenta de transformação.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.