Contra idade igual para aposentadoria das mulheres, senadora do PMDB lembra conquista do banheiro feminino junto ao Plenário

A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) defendeu a equidade de gêneros nesta quinta-feira (16) em Plenário. Ela lembrou o quanto a igualdade é essencial, inclusive em termos salariais. Por isso, ela reivindicou que homens e mulheres sejam tratados com isonomia no mercado de trabalho. E se manifestou contra a equiparação de idade para efeitos de aposentadoria, como proposto na reforma da Previdência do governo Temer.

— Será que alguém que fale em aposentadoria quer precificar, por favor, qual é o trabalho que é considerado hora extra? A mulher trabalha depois das 10h, 11h, meia-noite, para fazer tudo aquilo que a mulher faz. Por que agora me vêm com a proposta de que vão equiparar a idade das mulheres com a dos homens?

Rose de Freitas relembrou diversas conquistas obtidas pelas mulheres ao longo das últimas décadas e compartilhou sua experiência de mais de 30 anos como parlamentar. Primeiro como deputada estadual no Espírito Santo, depois como deputada federal. E disse como viu, pouco a pouco, pequenas vitórias. Como a do banheiro feminino junto ao Plenário ou a  licença-maternidade para as parlamentares.

Para a senadora, é preciso mudar as atitudes para que as mulheres, trabalhando nas mesmas funções que os homens, ganhem até 62% a menos.

Ela mencionou uma pesquisa da empresa Catho divulgada neste mês segundo a qual as mulheres estão em desvantagem em quase todas as áreas e chegam a ganhar metade dos salários dos colegas de sexo masculino. Nos cargos operacionais, por exemplo, a diferença entre os salários chega a 58%, e para especialista graduado é de 51,4%.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.