BOLSONARO EMPAREDADO

Ontem, 27/05, a CPI do Genocídio teve a oportunidade de auscultar o importante depoimento do Dr. Dimas Covas, presidente do Instituto Butantã, de forma bastante objetiva, verdadeira e robusta, revelando detalhes dos obstáculos encontrados por aquela instituição brasileira em celebrar o contrato de oferta e produção da vacina Coronavac ao ministério da Saúde, desde julho de 2020. O depoimento do cientista permitiu à CPI constituir uma coletânea de provas factuais incriminadoras do presidente da República, dando um rumo mais determinado para a elucidação dos fatos para os quais a Comissão Parlamentar de Inquérito foi constituída.

Alexandre Aragão de Albuquerque

Alexandre Aragão de Albuquerque

Mestre em Políticas Públicas e Sociedade (UECE). Especialista em Democracia Participativa e Movimentos Sociais (UFMG). Pesquisador do Grupo Democracia e Globalização (UECE/CNPQ). Autor dos livros: Juventude, Educação e Participação Política (Paco Editorial); Para entender o tempo presente (Paco Editorial); Uma escola de comunhão na liberdade (Paco Editorial); Fraternidade e Comunhão: motores da construção de um novo paradigma humano (Editora Casa Leiria) .

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.