Baixo investimento em educação e segurança é que faz disparar a violência, afirma senador do Podemos

O senador Styvenson Valetim (Podemos-RN) condenou nesta quinta-feira (15), em Plenário, o desmantelamento da segurança no país, especialmente no Rio Grande do Norte. Segundo ele, o estado é onde morrem mais jovens de forma violenta no Brasil. Styvenson lembrou que entre 2006 e 2017 houve um aumento de 320% nas mortes de pessoas de 15 a 29 anos. Para o parlamentar, a falta de investimentos em educação e segurança pública faz dispararem os índices de violência.

— Os números, para quem não convive com essa violência, mostram o quanto é necessária uma intervenção urgente do poder público. Para quem convive com isso todos os dias, como é o meu caso como policial, já passou da hora de algumas coisas serem feitas. E a palavra aqui é investimento, volto a dizer, em educação e segurança pública — disse.

Radares móveis

Styvenson também se manifestou contra a medida do presidente Jair Bolsonaro, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (15), que suspende o uso dos radares móveis em rodovias federais.

— Antes houvesse a indústria da multa, antes fosse verdade a indústria da multa. Como policial de trânsito por muito tempo que fui, eu não fazia isso para gerir, para aumentar a arrecadação do Contran [Conselho Nacional de Trânsito], do governo federal, do governo estadual ou municipal através de multa, mas, sim, para preservar vidas — ressaltou.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.