Sobre Marcos Abreu

Marcos Abreu

Poeta, Escritor, Declamador de Poesias, interprete do cancioneiro em MPB e outros gêneros; cronista, contista, romancista. Nascido em Fortaleza-Ceará é autor das seguintes obras: "Poesias de um Poeta Louco"(1995), " Nas Teias da Poesia" (1997)-Editora Passárgada- Pernambuco-Recife "Retalhos Poéticos" Poesia Livro-2000 Cordéis Publicados: " A Revolução Humana" publicado pela Fraternidade Arte e Cultura-2011 " O Rouxinol e a Rosa" Literatura Infantil- Editora Flor da Serra-2016 " A Coisificação da Sociedade na pós-modernidade" " Versos de Ouro" Fecomércio-Senac-Sesc-IPDC Antologias: Poetas da Praça do Ferreira-Editado Pela BSG-Bureau de Serviços Gráficos-Editor- Márcio Catunda-2018 "Amor Música e Poesia" Editor: Antonio Pompeu. Romances: " O Louco e o Estado-Expressão Gráfica-Fortaleza-2019-Edição e Prefácio-Dimas Macedo

Poema natalino

Nesse Natal de harmonia, E de muita emoção, Que todos os seres humanos, Tenham paz no coração. Ouçam a grande sinfonia, Que os Anjos tocam do Céu, Dizendo que levarão…

Desabafo

Quando deixei de ganhar meu dinheiro, Eu vi o mundo se desmoronando, E os amigos, que eu amava tanto, Foram aos poucos, de mim se afastando. Pedi Socorro e clamei…

Soneto de Amor

Vejo em você o brilho da ternura, que no meu peito vai crescendo tanto, O seu Amor, a paz e a formosura, ecoa como bálsamo doce canto.   E vou…

Poema Para Fernando Pessoa.

Algumas impressões do crepúsculo, e na hora absurda vem a chuva oblíqua nos paços da cruz. A súbita mão de algum fantasma oculto. Nesses episódios que me cercam sinto-me múmia….

Efêmera Existência

A nossa infinita insignificância com relação ao nosso imenso cosmo nos deixa perplexos, quando tentamos repensar a nossa efêmera existência. Dizem alguns especialistas no assunto que somos apenas um grão…

O mundo está enfermo

Há muito tempo, venho observando como a humanidade está vivendo os seus últimos dias de agonias psíquicas. Creio que por ter deixado prolongar-se por centenas de anos o Egoísmo, a…

Ao Mestre Ieshua

Quando o Pai Eterno de minha Juventude se foi Eu tinha apenas quinze anos, Ao vê-lo chicoteado pelos hipócritas e fariseus, Cuspiram-lhe na face os seus algozes, chorei… Passei dias…

Reflexões de um poeta

No imperialismo eu vi o abismo, Em que as nações todas se afundaram, E por puro egoísmo, Senti os gemidos, Das crianças, que choravam. E no mentiroso socialismo, Eu vi…