Sobre Alexandre Aragão de Albuquerque

Mestre em Políticas Públicas e Sociedade (UECE). Especialista em Democracia Participativa e Movimentos Sociais (UFMG). Arte-educador (UFPE). Alfabetizador pelo Método Paulo Freire (CNBB). Pesquisador do Grupo Democracia e Globalização (UECE/CNPQ). Autor dos livros: Religião em tempos de bolsofascismo (Editora Dialética); Juventude, Educação e Participação Política (Paco Editorial); Para entender o tempo presente (Paco Editorial); Uma escola de comunhão na liberdade (Paco Editorial); Fraternidade e Comunhão: motores da construção de um novo paradigma humano (Editora Casa Leiria) .

Tédio

“Ele estava atolado na indolência, sem identidade. As cidades e florestas e os seres também não tinham identidade, eram sombras”. (Samuel Beckett)
“Sofrer sem sofrimento”. (Fernando Pessoa)
“No paraíso não havia tédio, pois o espaço era todo preenchido por Deus. Então por

Reagir prontamente

“Tantas histórias. Quantas perguntas”. (Bertold Brecht)
 
Na história das ditaduras nazista e fascista europeia da primeira metade do século XX, terror e repressão foram impostos como método de ascensão ao poder, provocando uma mudança estrutural na vida daquelas sociedades alemã e

Vaga garantida

“Lembra-te de que dinheiro pode gerar dinheiro”. (Benjamin Franklin)
“A prática confere às palavras o seu sentido”. (Ludwig Wittgenstein)
“Primeiro, a vida concreta; a palavra é sempre o último anúncio”. (Chiara Lubich)
 
Como posso eu saber que duas pessoas se referem ao

Religio

“A religião gira em torno de uma função social de criar solidariedade”. (Émile Durkheim)
“No culto aos deuses, nós somos de longe superiores”. (Cícero)
“Aos homens cabe servir  e obedecer ao Deus único e verdadeiro “.  (Lactâncio )
 
Nos últimos tempos, em função