A vida passa

O sol era árabe. “Frita ovo no asfalto, patrão. Pode testar”, disse o menino de roupas rasgadas, descalço e um saco de balas na mão, ao ver o vidro do carro baixar.

Nervoso, o motorista queria tudo naqueles segundos que antecederiam o sinal verde, menos contemplar a desgraça alheia em formato de garoto.

“Eu, um empresário prestes a anunciar falência ao quadro de 220 funcionários, não estou com saco para aguentar esses moleques de rua”, pensou.

“Não estou nem aí se está quente para você. O calor está igual para mim e para o resto do mundo. Saia do meu caminho. Não quero nada. Vá incomodar outros com suas balas vencidas”, aconselhou ao ambulante mirim.

“Moço, não precisa compra nada. Apenas aceite esse papel”, respondeu o garoto, entregando uma folha amassada ao senhor do “carro grande”.

“Meu avô me deu e disse para eu não ler e entregar a alguém que eu sentisse dó”, revelou indo embora entre a fileira de veículos.

Desconfiado, o homem pegou o papel, abriu e leu:

A vida passa:

Aproveite cada segundo
Abrace o mais forte que puder
Diga te amo incontáveis vezes
Pegue na mão com carinho
Seja o ombro amigo de vez em quando
Olhe nos olhos com sinceridade
Busque harmonia de atos
Se puder, perdoe
Se puder, não magoe
Olhe o trem que passa
Repare na criança e seu brinquedo
Sinta o vento de tarde
Olhe para o céu de noite
Ande descalço na praia
Retorne se possível
Admita falhas
Vista a roupa esquecida
Procure aquela foto antiga
Simplifique seu cotidiano
Diga te amo incontáveis vezes
Compartilhe o que te alegra
Cause sensações amenas
Reflita sobre epitáfios
Atenda a convites de amigos
Jogue conversa fora
Ouça o sino da igreja
Cante sua música predileta
Corra na chuva de verão
Telefone para o parente distante
Acumule risadas
Compre entretenimento
Leia revista em quadrinhos
Monte um quebra-cabeça
Dê bom dia mesmo sem resposta
Diga te amo incontáveis vezes
Tome café puro
Saboreie a fruta da vez
Suba em árvores
Deite na grama
Conte estrelas

Marco Garcia

Marco Garcia

Marco Garcia é jornalista paulistano. Morou em Fortaleza por 6 anos onde desempenhou trabalhos em diversas áreas da Comunicação. Foi produtor de Jornalismo do programa Eleitoral de TV do Governador Camilo Santana (Eleições 2014), Diretor de Comunicação da Prefeitura de Redenção (CE), Assessor de Imprensa do Prefeito de Redenção (CE), Assessor de Imprensa do Sindicato de Atletas de Futebol do Ceará, Repórter Esportivo nas rádios Clube AM 1200 e Cidade AM 860. Trabalhou ainda para a CUFA (Central Única das Favelas). Antes de se mudar para o Ceará, foi Editor de Conteúdo do Portal Webtranspo e repórter na Revista Webtranspo Info, veículos localizados na capital paulista.

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.