50 Sabores – Toma um sorvete comigo? – DANIELLA CRUZ

Qualquer coisa, coco, café, tapioca. Charlotte, tropical, coalhada com rapadura e crocante de castanha. Creme com passas, brownie branco, doce de leite e diplomata. Tangerina, tamarindo, tapioca e ata. Abacate, abacaxi, ameixa, amendoim. Morango, siriguela, creme de milho com canela. Cicciliano, tiramisu, pudim de leite, cupuaçu. Soneto, prestígio, brigadeiro e bis.

Serenata, sedução, Romeu e Julieta (PAIXÃO).

Um casal e um sonho. De um desejo compartilhado nasceu a 50 Sabores em Fortaleza, antigamente era chamada Tropical. Hoje estampa uma lista enorme de delícias bem na nossa frente deixando o juízo da gente doidinho sem saber o que escolher. Pelo preço, não dá pra errar, meu povo, escolhe certo esse negócio.

Dúvida que não tem fim. É uma indecisão só!

_ Posso experimentar mais um?

Eu faço isso todas as vezes e sei que outros também fazem. O sorvete é espetacular, são 50 sabores de pura paixão! Não dá para decidir assim tão fácil!

A 50 Sabores já se espalhou pelo mundo porque todo turista que cá está, recebe a indicação de que precisa conhecer essa delícia. E precisa mesmo! Por duas vezes já foi destaque internacional como “Frescura de Verão” pela revista Vogue Internacional (só pra constar, tá!?).

Desde criança sou apaixonada por essa sorveteria. Mas, além dos sabores incríveis, tem outra coisa que me chama atenção e a torna tão especial em minha vida.

Nunca vamos sozinhos. É. Você já parou para pensar que dificilmente vamos sozinhos a uma sorveteria? Pode até acontecer, mas não é tão comum. Geralmente a frase é:

_ “Vamos” tomar um sorvete?

Esses momentos enchem a nossa memória de histórias legais e inesquecíveis; o ritual de escolher… experimentar vários… acabar pedindo o de sempre… provar o sorvete de quem está com você… é incrível!

Eu tenho lembranças incríveis na 50 Sabores. E acho, sim, que ela é a cara de Fortaleza, é nossa. Os sabores mais esquisitos, temos! Uns nomes bem engraçados, temos também!

Lembro com carinho dos registros que tenho de lá, e quando lembro o ambiente agradável, as pessoas conversando durante o sorvete, as crianças na expectativa de receber logo aquela casquinha cheia de delícia, fico imaginando a quantidade de histórias das quais a 50 Sabores participa. Passamos por lá de diversas formas, pares e combinações.

São famílias, colegas de trabalho, turistas, namorados, amigos, amigos que ainda não sabem que se amam, são pessoas que se despedem, outras que se reencontram, que comemoram alguma coisa, ou, é só a rotina de passar por lá mesmo.

Já vivi todos esses papéis na 50 Sabores, menos o de turista, afinal, essa sorveteria que é a mais linda do meu planeta inteirinho, felizmente, nasceu na minha cidade.

E eu sempre vou amar quando você perguntar:

_ Toma um sorvete comigo?

Nossa, eu vou te amar para o resto da vida. Se for na 50 Sabores, é claro!

Daniella Cruz

Daniella Cruz

Daniella Cruz é Psicóloga, empreendedora, especialista em Gestão Estratégica de Recursos Humanos e MBA em Gestão de Pessoas e Liderança. Tem participação em antologias literárias e é colunista no SegundaOpinião.jor

Mais do autor

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.