Vereadora Toinha Rocha (PSOL) critica texto-base do Estatuto da Família

A vereadora Toinha Rocha (PSOL), em sessão na Câmara de Fortaleza, criticou a aprovação do texto-base do Estatuto da Família em Comissão Especial na Câmara dos Deputados.  Segundo Toinha, o conceito de família apresentado pelo Estatuto, que a define como uma relação entre homem e mulher, é algo antiquado para os nossos dias.

“Há muito tempo que a família brasileira não é singular e sim plural. A vida nos aproxima de várias pessoas que passam a fazer parte de nossa família”, frisou.

Para a parlamentar, a família é composta por pessoas que se nutrem do sentimento de amor e carinho, perpassando ao vínculo de parentesco.

A vereadora ainda falou sobre o possível conflito que pode gerar a definição de família na adoção de crianças, sejam por mulheres e homens solteiros ou em relacionamentos homoafetivos. “Esta definição de família cria uma situação de insegurança afetiva no país”, ressalta.

Alvares Leandro

Alvares Leandro

Graduando em jornalismo e filosofia, jornalista voluntário do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *