Vereador Eduardo Moura (PSC) alerta para uma futura guerra da água

O vereador Eduardo Moura (PSC) cobra ações da população e dos executivos para controlar os gastos de água no país.

“Já foi alertado, inclusive por nós desta Tribuna, que nós teríamos esse tipo de problema, que é essa crise na situação de abastecimento de água. Nós já alertamos sobre isso. Isso não é só no Rio de Janeiro, isso é em âmbito nacional. O Brasil é destaque no cenário internacional neste mister, já que detém 12% das reservas de água doce do planeta. Curiosamente, parece que as coisas já foram sanadas e ninguém fala mais no assunto, ninguém diz mais que estamos vivendo um problema sério em relação à questão da água. Sabemos que a água é um valioso recurso estratégico para a humanidade”.

“Sem querer ser alarmista, preocupo-me profundamente com as políticas públicas de saúde que serão adotadas no mundo, inclusive, no Brasil, se nós tivermos esse problema exacerbado. E por acreditar que o tema Recursos Hídricos deva ser intensamente discutido, é que eu estou aqui, hoje, mais uma vez falando sobre esse assunto. Eu não vou ousar dizer que o problema é única e exclusivamente devido aos gastos de cada um de nós. Não vou ousar dizer que é devido às pessoas que gastam em excesso esse precioso líquido. Porque a gente sabe que esse procedimento é criticado. Nós vemos todos os dias pessoas varrendo as calçadas com mangueira d’água. Nós vemos todos os dias pessoas usando a água em excesso nos seus banhos. Nós vemos todos os dias pessoas lavando a louça com a torneira aberta, ensaboando e gastando cada vez mais uma quantidade de água exagerada, o que realmente não seria necessário”.

“Mas não é para esses que eu quero dizer hoje; não é para os gastadores, não, é para vocês. Eu acho que vocês têm que resolver. Eu acho que nós temos que resolver. Mas os grandes problemas são outros. São de políticas públicas ligadas a essa questão hídrica. O maior gasto que nós temos é com a água que é utilizada na agricultura. Eu quero falar é com a água gasta nas indústrias, que não é reaproveitada. É com esses que eu queria falar. É com os Executivos Municipal, Estadual e Federal que eu quero dizer que nós não podemos deixar que esse ‘status quo’ permaneça, porque senão nós veremos esse tipo de problema não só aqui no Rio de Janeiro, mas em todo o Brasil, a exemplo do que já está acontecendo em diversos países da África, que já estão em guerra por causa da água”.

Priscilla Ramos

Priscilla Ramos

Acadêmica em Comunicação Social - Jornalismo. Estagiária voluntária do Segunda Opinião. Educomunicadora e Produtora Cultural.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *