Vereador Donato (PT) defende projetos contra homenagem a militares da ditadura

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo Antonio Donato (PT) recebeu das mãos do prefeito de São Paulo Fernando Haddad projetos de lei que visam a alteração dos nomes de logradouros públicos ligados ao regime militar (1964-1985).

Um projeto sugere que seja alterado o nome do Viaduto 31 de Março para Viaduto Therezinha Zerbini, referência entre as mulheres na luta pela anistia. Outro impede que novas homenagens sejam feitas a pessoas que cometeram crimes contra os direitos humanos.

“É importante que a gente enfrente o debate, porque só assim vamos conseguir derrotar as forças obscurantistas”, afirma.

Ele ainda citou como exemplo Portugal, que alterou o nome de uma ponte em Lisboa, de Salazar para 25 de abril. “Antes eles tinham o nome de um ditador e agora a data da Revolução dos Cravos (movimento social que depôs o regime ditatorial do Estado Novo). Aqui teremos o inverso ( de uma data para um nome) e fazendo uma homenagem a uma democrata”, ressalta.

Alvares Leandro

Alvares Leandro

Graduando em jornalismo e filosofia, jornalista voluntário do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *