Vereador Cleber Rabelo (Pstu) lamenta decisão da Câmara de rejeitar declaração de Bolsonaro (PP-RJ) como “persona non grata”

Após o deputado federal paraense Éder Mauro haver convidado o também deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) a participar das festividades do Círio de Nazaré, em Belém, o vereador Cleber Rabelo (PSTU) propôs requerimento, rejeitado pela Câmara Municipal de Belém, que declararia Bolsonaro “persona non grata” ao município de Belém.

“Lamento que a Câmara Municipal tenha perdido a oportunidade de se manifestar contra as atitudes negativas de um parlamentar que denigre o Poder Legislativo”, afirma.

Cleber comentou a decisão da Câmara, afirmando que esta deveria tomar uma posição de enfrentamento ao estímulo da violência contra o público LGBTTT, efetuado através dos comentários e declarações de Bolsonaro.

“Não podemos deixar passar as declarações em branco, como se Bolsonaro fosse uma personalidade bem-vinda a participar do Círio de Nazaré”, esclarece.

Segundo Cleber, seu projeto era uma resposta às declarações de “caráter racista e homofóbico” do deputado.

 

 

 

 

 

Alvares Leandro

Alvares Leandro

Graduando em jornalismo e filosofia, jornalista voluntário do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *