Sérgio Aguiar (PDT) fala de traição, diz que perdeu por um dia e que não defenderá mais o governo de olhos fechados, como antes

Sérgio Aguiar, deputado (PDT) informou, nesta quarta-feira (07/12), que passará a manter uma postura de independência em relação ao seu partido e ao Governo do Estado. Sérgio Aguiar disse que adotou esta posição por não ter recebido apoio da base governista em sua postulação a presidente da Assembleia Legislativa.

“Quero dizer também que combati o bom combate, participando do processo de eleição da Mesa Diretora. Agradeço os 18 votos dos que tiveram a oportunidade de me dar essa confiança. Não foi possível o êxito. Se fosse 24 horas antes, o  resultado seria outro”, analisou.

O parlamentar afirmou fazer “política com P maiúsculo”, com respeito. “Não faço a política da barganha, e dos achacadores, que vendem a dificuldade para depois oferecer a facilidade. Estarei sempre aqui para defender o meu mandato em defesa da sociedade cearense, e a me postar com a altivez”, disse.

O deputado almeja, diante dessa posição, analisar todas as matérias “para que nenhum cearense seja prejudicado”. Sergio acrescentou que antes defendia todas as proposições do Governo de olhos fechados. “Não será essa mais a minha postura. Quero também dizer que nem Jesus se livrou da traição. Foi um beijo de Judas que o entregou aos que o crucificaram.”

Heliana Querino

Heliana Querino

Heliana Querino, jornalista, aprendiz de blogueira, fotógrafa e colunista do Segunda Opinião.

Mais do autor - Twitter - Facebook - LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *