reguffe

Senador sem partido propõe Diretas para Presidente após Temer

O senador Reguffe (sem partido-DF) afirmou que a eleição indireta não é a melhor opção para escolher quem deve comandar o país, no caso de impedimento do presidente Michel Temer. Ele explicou que a população acredita na indicação de alguém de fora do meio político, mas, de acordo com a atual legislação, isso não será possível.

Segundo Reguffe, com a eleição indireta, tal pessoa seria indicada pelos partidos e não precisaria prestar contas aos contribuintes, mas sim aos parlamentares, o que geraria uma onda de distribuição de cargos técnicos aos políticos. Assim, o Estado seria fatiado pelos interesses dos partidos, prejudicando inclusive as eleições de 2018. O senador disse que ainda existem outras opções.

— Eu não posso achar que esse é o melhor caminho para a população. Tem que se respeitar a Constituição sim, mas existem PECs como a que eu apresentei e que segue o que está na constituição de vários países do mundo, porque não estou propondo nada original. Em vários países, quando há vacância do cargo de presidente se dá a mais de um ano [das próximas eleições] tem-se uma eleição direta para concluir aquele mandato, ficando indireta apenas quando é no último ano — defendeu o senador.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *