Senador do PMDB quer que Lava-Jato investigue papel dos bancos na lavagem de dinheiro e giro de propinas

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) fez um apelo aos procuradores, delegados e juízes da Operação Lava Jato. Para ele, um mistério ronda a operação: qual a participação dos bancos nos casos de lavagem de dinheiro e pagamento de propinas no Brasil e no exterior?

Na opinião do senador, os doleiros usam o sistema bancário como braço operacional de suas transferências de dinheiro e o Banco Central nada faz para esclarecer os fatos. Para Requião, se houver fraudes nestas operações, a Lava Jato tem o dever moral de denunciá-las ao mundo.

O senador considerou espantoso o fato de os delatores da JBS e da Odebrecht denunciarem transações fraudulentas que superam US$ 7,5 bilhões. Requião ainda lembrou da crise de 2008, quando o governo dos Estados Unidos estatizou os dois maiores bancos do país envolvidos em fraudes, e sugeriu que o Brasil adote o mesmo procedimento.

– Isto seria extremamente benéfico para a economia brasileira, já que os grandes bancos privados do país são apenas sugadores de recursos do setor produtivo mediante a cobrança de taxas e juros rigorosamente estratosféricos e nada contribuem para o desenvolvimento do país – afirmou o senador.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *