Senador do PMDB diz que o Brasil é agora “um país para poucos”

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou nesta segunda-feira (26) em Plenário que o o Brasil vive um grande retrocesso nos últimos três anos. Segundo ele, a legislação recuou ao século 19 e as obrigações do Estado excluíram 90% da população. Para Requião, o Brasil foi rebaixado a “figurante sem importância” no cenário internacional ao mesmo tempo que crescem os índices de desigualdade de renda e mortes violentas.

Requião considera que a situação foi agravada pela Emenda Constitucional 95, que congelou os gastos públicos, classificada por ele como “suprema sandice” voltada a construir “um país para poucos”. Ele sublinhou que, enquanto o Brasil respondia à recessão com corte de gastos, os Estados Unidos decidiram ampliar o déficit público para estimular a economia. Requião também associou o corte na verba para a segurança pública com a onda de crimes que motivou a intervenção no Rio de Janeiro.

— Na sexta de Carnaval, dia 9, passaram o facão em R$ 240 milhões da segurança pública e, no dia 14, na Quarta de Cinzas, anunciam a intervenção [militar no Rio de Janeiro]. Será que a nossa capacidade de raciocinar, de somar dois e dois foi enublada por alguma magia? — disse o senador.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *