Quero votar em Lula para presidente, diz senador do PMDB

Em pronunciamento nesta quinta-feira (5) no Plenário do Senado, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) lamentou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou, por 6 votos a 5, o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

— O Supremo esqueceu-se do art. 5º, inciso LVII, que estabelece a presunção de inocência e afirma que ninguém pode ser preso até uma sentença transitada em julgado. Seis senhores ministros atropelaram o Congresso Nacional e a nossa Constituição. E o candidato virtual à Presidência da República, ponteando todas as pesquisas, foi abalado com uma ordem de prisão em cima de um processo por um apartamento numa praia paulista que nunca foi dele – criticou.

Segundo Requião, a tentativa de tirar Lula do jogo político se soma a outras iniciativas da elite de manter um projeto de país neoliberal que não deu certo e que retomou, desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, um processo de retirada de direitos da população. Ele assinalou que o país continua em crise, em recessão e sem criação de empregos, mas disse ter esperança de que os brasileiros mudem essa situação nas ruas e nas urnas.

— Declaro minha infinita e absoluta esperança no Brasil e em eu seu povo. E insisto numa verdade que é a verdade da população pobre, trabalhadora e nacionalista do país: eu quero votar para presidente. Quero votar no Lula para presidente do país – disse.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *