Quanto mais liberdade, mais oportunidade, por Jana

É besteira muita este movimento “Fora Temer”. Ele foi vice da chapa vencedora em duas eleições. Portanto, foi tão votado quanto a eleita. Executa um programa necessário ao país, embora não tenha sido apresentado na campanha vitoriosa – quanto preciosismo! Desde quando os candidatos honram o que apresentam na campanha? Os seus ministros foram ministros dos dois governos anteriores e nunca foram questionados ou acusados.

O momento é de fazer as reformas. Duas já passaram: a lei do Teto (vinte anos de congelamento dos gastos administrativos e sociais) e a reforma trabalhista (negociado vale mais que o legislado). Falta a reforma da previdência – quem quer aposentadoria alta, que vá ao mercado! O presidente Temer tem disposição e coragem para propor e defender medidas impopulares, e isso é preciso aproveitar. E rápido.

Estamos todos falando a mesma linguagem: é preciso modernizar as relações econômicas e diminuir o tamanho e o papel do Estado. Reinstale-se a meritocracia. Que prevaleça a liberdade de mercado. Que volte a funcionar a lei da oferta e da procura.

O crescimento econômico, o desenvolvimento e a justiça social só se fazem de forma permanente e sustentável se forem executados sem a interferência do Estado. Afinal, são os empresários que aceitam correr riscos e empreendem, produzem, geram empregos e recolhem tributos. Enfim, são esses investidores que produzem ordem e progresso.

Aos trabalhadores é oferecida a oportunidade de trabalhar e prosperar, pelo mérito, pela austeridade. Cabe a cada um fazer seu caminho e escrever a sua história, com as próprias mãos. Se buscam a riqueza, que se tornem empreendedores. As oportunidades estão abertas a todos.

Próximo passo: privatização ampla, geral e irrestrita. Além de rápida. Que venham as concessões, as diluições de controle acionário, os leilões e as parcerias nos três níveis da administração pública (federal, estadual e municipal).

Quanto mais liberdade econômica, mais oportunidade.

Jana

Jana

Janete Nassi Freitas, nascida em 1966, fez curso superior de Comunicação, é expert em Administração, trabalhou como executiva de vendas e agora faz consultoria para pequenas e médias empresas, teve atuação em grêmios escolares quando jovem, é avessa a redes sociais embora use a internet, é sobrinha e neta de dois vereadores, mas jamais engajou-se ou sequer chegou a filiar-se a um partido, mas diz adorar um bom debate político. Declara-se uma pessoa “de centro”. Nunca exerceu qualquer função em jornalismo, não tem o diploma nem o registro profissional. Assina todos os textos e inserções na internet como “Jana”.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *