Primeiramente, fora Lula! por Jana

Primeiramente, fora Lula. Acusado, investigado, condenado, agora ele tem que ser preso. Qual é a dúvida sobre isso? Nenhuma. Lula precisa ficar fora das eleições de qualquer forma, porque o Brasil não pode voltar a ser o que foi nos doze anos de populismo e de descalabro econômico e em que a questão social era combatida com o mecanismo eleitoreiro. Lula tem que ser preso para que o Brasil e os brasileiros e brasileiras possam encontrar a paz. Chega de corrupção e de retrocesso político-econômico.

O brasileiro não é pobre, nem precisa ser tratado como pobre. O brasileiro tem potencial e pode prosperar desde que faça isso com suas próprias forças e a partir de seus próprios méritos e recursos. O mercado está aberto a todos que tenham iniciativa e criatividade. O espírito empreendedor pode ser despertado em todos e em cada um, e cada um só deve ter aquilo que pôde e soube conquistar.

Dentro desse espírito, afastado o “Risco Lula” nas eleições, precisamos caminhar para a redução dos impostos mais altos do mundo, eliminação da burocracia inútil e desnecessária e para a redução ainda mais radical dos gastos públicos. Empresários e investidores precisam ter o caminho livre de burocracia e tributação para promover o desenvolvimento. Trabalhadores precisam ter regras flexíveis para negociar livremente com os empregadores. A máquina pública precisa parar de atrapalhar. A privatização acelerada e completa limpará a vida pública do jogo de nomeações e favores (quem precisa, por exemplo, de BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica e outros puxadinhos, se temos um sistema bancário sólido, líquido e competente? Para que Petrobrás e Eletrobrás se o mercado pode dar conta de tudo, sem corrupção?). A política precisa voltar seu foco para criar e facilitar novas oportunidades de negócios, não interferindo, mas apenas regulando e reforçando as leis do mercado, a começar pela lei da oferta e da procura.

A economia já está nos eixos. A inflação caiu, o juro caiu, a recessão acabou. Meirelles e Temer entram na história pela porta da frente e têm todo o direito de ser candidatos, pois estão prestando os mais relevantes serviços ao Brasil e aos brasileiros e brasileiras.

É isso: ordem e progresso. Fora, Lula!

Jana

Jana

Janete Nassi Freitas, nascida em 1966, fez curso superior de Comunicação, é expert em Administração, trabalhou como executiva de vendas e agora faz consultoria para pequenas e médias empresas, teve atuação em grêmios escolares quando jovem, é avessa a redes sociais embora use a internet, é sobrinha e neta de dois vereadores, mas jamais engajou-se ou sequer chegou a filiar-se a um partido, mas diz adorar um bom debate político. Declara-se uma pessoa “de centro”. Nunca exerceu qualquer função em jornalismo, não tem o diploma nem o registro profissional. Assina todos os textos e inserções na internet como “Jana”.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *