Lei de iniciativa do vereador Tarcísio Caixeta (PT) proíbe o uso de andadores infantis em creches e escolas

A Câmara Municipal de Belo Horizonte transformou em lei o Projeto 1025/14, de autoria do vereador Tarcísio Caixeta (PT), que proíbe o uso de andadores infantis em todas as escolas e creches, públicas e particulares, do município de Belo Horizonte.

De acordo com o vereador, dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) revelam um índice preocupante de acidentes envolvendo bebês que utilizam o aparelho. “Há, pelo menos, um caso de traumatismo para cada duas a três crianças que utilizam o andador. E em 1/3 desses casos as lesões são graves. Os bebês ficam sujeitos a tombamento, quedas de escadas e acesso facilitado a fontes de perigo, como bocas de fogão acesas e produtos tóxicos”, destaca.

O aparelho é apontado, também, como um possível inibidor do desenvolvimento psicomotor do bebê. “Os pediatras explicam que bebês que usam o andador levam mais tempo para ficar de pé e para caminhar sem apoio, engatinham menos e têm resultados inferiores em testes de desenvolvimento”, afirma Caixeta.

Alvares Leandro

Alvares Leandro

Graduando em jornalismo e filosofia, jornalista voluntário do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *