Imagens provaram que Triplex atribuído a Lula nem é de luxo, não tem elevador interno, nem teve reforma milionária, diz senadora do PT

Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), a senadora Regina Sousa (PT-PI) defendeu em Plenário nesta quarta-feira (18) a visita de onze senadores ao ex-presidente Lula, preso na Polícia Federal de Curitiba (PR). Ela sublinhou que a diligência, realizada ontem, tinha sido aprovada pela CDH, e destacou a preocupação dos parlamentares diante do resultado de um julgamento “orquestrado contra o líder petista”.

Regina Sousa, que citou as pesquisas de opinião que mantêm Lula como favorito para a eleição presidencial de 2018, criticou os critérios do juiz Sergio Moro e dos desembargadores do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sugerindo que os magistrados julgaram o ex-presidente cerceando seu direito de defesa e sem terem lido os autos do processo.

—  As pessoas ainda querem dizer que é um processo comum, que é um processo normal. A lei é para alguns, quando se quer eliminar essas pessoas — declarou.

A senadora piauiense também classificou como “gol de placa” do MTST a invasão do tríplex do Guarujá (SP), objeto do processo em Lula foi condenado. De acordo com a senadora, as imagens registradas pelos militantes sem-teto revelam um imóvel de nível de “classe média baixa”, sem as reformas milionárias alegadas pelo noticiário de televisão.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *