“É investindo na primeira infância que escaparemos dos problemas sociais”, afirma Silvio Humberto (PSB)

A insuficiência de vagas nas creches públicas de Salvador para atender a demanda de crianças entre 0 e 5 anos,  apontada em pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2012, que afirma ter 145 mil crianças nessa faixa etária fora das creches públicas e conveniadas, e o índice preocupante de mortalidade infantil, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria de Ação Social e Combate à Pobreza, 17 em cada 1000 crianças que nascem na Capital morrem antes de completarem  5 anos , foram temas de debate na Câmara Municipal de Salvador.

Para o vereador e Presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara , Silvio Humberto (PSB), “é investindo na primeira infância, reforçando o papel das creches comunitárias e investindo na educação que resgataremos estes jovens, principalmente negros da periferia, e daremos a eles uma opção para escapar dos problemas sociais”, frisa.

Ainda, de acordo Humberto, é através de um planejamento estratégico que a Prefeitura irá investir melhor os seus recursos na educação.

O debate foi promovido pela Casa Legislativa soteropolitana, através da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, atendendo a solicitação da Central das Creches Comunitárias do Brasil.

Alvares Leandro

Alvares Leandro

Graduando em jornalismo e filosofia, jornalista voluntário do Segunda Opinião.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *