Depois de quatro vitórias consecutivas, só um golpe interromperia trajetória do PT, diz senadora do PT

O impeachment da presidente Dilma Rousseff foi o único instrumento possível para interromper a trajetória de quatro eleições consecutivas do Partido dos Trabalhadores, disse nesta segunda-feira (25), em Plenário, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Ela ressaltou, porém, que, segundo as pesquisas eleitorais, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva está perto de voltar a governar o Brasil.

A senadora declarou que, assim como na Alemanha, com a chanceler Angela Merkel, o PT também governou o Brasil por quatro mandatos e que, para retirá-lo, “foi necessário um golpe”.

Ao criticar ações do governo federal como a lei da terceirização, vendas de terras nacionais para estrangeiros e programas de refinanciamento de dívidas tributárias de empresas, a senadora afirmou que o presidente Michel Temer “governa apenas para os ricos, com os ricos e pelos ricos”.

— Na época de Lula, se comia neste país; na época de Lula, tinha crédito neste país; na época de Lula, tinha emprego neste país; na época de Lula, tinha dignidade. O povo brasileiro caminhava de cabeça erguida. O povo brasileiro era tratado com decência. Agora virou estatística. Virou resto de orçamento. Pobre não tem mais vez neste país. Infelizmente.

Agência Senado

segundaopinião

segundaopinião

SEGUNDA OPINIÃO é um espaço aberto à análise política criado em 2012. Nossa matéria prima é a opinião política. Nosso objetivo é contribuir para uma sociedade mais livre e mais mais justa. Nosso público alvo é o cidadão que busca manter uma consciência crítica. Nossos colaboradores são intelectuais, executivos e profissionais liberais formadores de opinião. O SEGUNDA OPINIÃO é apoiado pelo MOVIMENTO COESÃO SOCIAL.

Mais do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *